Tênis/Federer Tour - ( )

Bellucci revela carga extra de confiança após vitória sobre Federer

André Sender São Paulo (SP)

O duelo entre Thomaz Bellucci e Roger Federer na noite desta quinta-feira em São Paulo era apenas uma partida de exibição, mas pode representar um ponto de ascensão na carreira do jovem tenista paulista. O brasileiro venceu a partida por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 3/6 e 6/4, e acredita que o resultado pode lhe dar confiança para crescer no circuito mundial.

Ex-21º colocado do ranking mundial, Bellucci abre a temporada de 2013 na 33ª colocação da lista da ATP e enfrenta nas primeiras semanas o desafio de jogar bem no piso duro dos torneios da Oceania, onde costuma ter dificuldades. O objetivo é ter mais regularidade do que nos anos anteriores para progredir no ranking continuamente.

“Acho que o Federer estava jogando sério que nem eu. Todo mundo queria ganhar. Para mim foi especial e me deu confiança. Já joguei muitos jogos contra jogadores de bom ranking e estive perto de vencer. Falta pouco. Tenho que ajustar algumas coisas para o que o ano que vem seja algo melhor”, avaliou o tenista brasileiro.

A partida desta quinta-feira, que não entra nas estatísticas oficiais da ATP, foi a terceira entre Federer e Bellucci. As duas anteriores, ocorridas nas quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells e do ATP 500 da Basileira de 2012, foram vencidas pelo tenista suíço por 2 sets a 1.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Bellucci derrotou Federer por 2 sets a 1 em exibição e disse ter ganhado confiança para temporada do circuito
Na última temporada, o paulista jogou oito vezes contra tenistas top-10 do ranking mundial, vencendo duas e perdendo seis. As vitórias ocorreram sobre David Ferrer, no Masters 1000 de Monte Carlo, e o sérvio Janko Tipsarevic, na final do ATP 250 de Gstaad, torneio em que Bellucci se sagrou bicampeão.

“Sempre foi um dos meus objetivos entrar entre os 20 do mundo e tenho mais possibilidades. Já ganhei de jogadores que estão entre os 10 melhores do ranking e falta pouco para conseguir esse feito. O mais importante é tentar melhorar minha parte técnica, psicológica e movimentação em quadra porque o ranking será consequência disso tudo”, explicou Bellucci.

O tenista brasileiro ainda atua mais duas vezes no Federer Tour, nome dado à sequência de partidas de exibição realizadas no Ginásio do Ibirapuera. Nesta sexta-feira, ele pega o francês Jo-Wilfried Tsonga, seu algoz nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. No domingo, ele tem duelo com o espanhol Tommy Robredo, ex-número 5 da lista da ATP.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade