Tênis/Federer Tour - ( )

Federer ‘aceita’ agenda apertada para conhecer São Paulo

André Sender São Paulo (SP)

O suíço Roger Federer visita São Paulo pela primeira vez nesta semana para uma série de partidas de exibição, mas sua agenda vai muito além dos jogos no Ginásio do Ibirapuera. Com diversos compromissos diários desde sua chegada à cidade, a estrela do tênis aceita a correria para conhecer uma das maiores cidades do mundo.

Federer chegou em São Paulo na madrugada de quarta-feira e desde o dia seguinte cumpre uma agenda cheia criada por  seus patrocinadores. O suíço já foi ao Mercado Municipal, à favela de Paraisópolis, bateu bola com Serena Williams no vão livre do Masp, participou de clínicas e outros eventos no próprio Ibirapuera e até visitou Pelé.

“Não quero vir aqui e apenas dormir, treinar e jogar, não é interessante para mim. Quero sair, conhecer pessoas, interagir com os fãs, experimentar frutas...Quero realmente aproveitar, é para isso que vim, não importa o quão difícil seja fazer tudo isso”, disse o tenista suíço, que arrastou uma multidão de fãs em seus compromissos públicos. “Tenho que aproveitar, cada dia é um novo dia”.

Originalmente, Federer jogaria apenas duas partidas no Ginásio do Ibirapuera, contra Thomaz Bellucci e o francês Jo-Wilfried Tsonga. O evento, no entanto, ganhou um dia extra e o tenista suíço entra em quadra para enfrentar o alemão Tommy Haas, na reedição da final do ATP 250 de Halle.

O suíço foi surpreendido pelo brasileiro em sua primeira partida em São Paulo, na quinta-feira, mas confirmou seu favoritismo sobre Tsonga com uma atuação segura e que empolgou cerca de 10 mil pessoas no ginásio paulistano, neste sábado. O jogo contra Haas está marcado para as 18h (de Brasília) deste domingo.

“Sempre quero me apresentar bem pra as pessoas voltarem no dia seguinte e assim eu voltar aqui no futuro. Acabei fazendo um favor para os promotores de jogar um dia extra, porque em qualquer outra situação eu precisaria de três ou quatro dias para jogar aqui novamente. Estou no meio dessa gira e me sinto sortudo por isso”, afirmou Federer, dono de 17 títulos de Grand Slam.

Após as exibições em São Paulo, o suíço viaja à Argentina, onde também realiza uma série de exibições na próxima semana. A turnê sul-americana do astro do tênis mundial será encerrada na Colômbia.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Com poucos dias na cidade, Federer cumpre uma apertada agenda de compromissos antes das exibições

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade