Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Volante Nilton aciona o Vasco na Justiça e terá contrato rescindido

Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco perderá mais um jogador por falta de pagamento. O volante Nilton entrou na Justiça contra o clube, nesta segunda-feira, e terá a rescisão de seu contrato publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Nilton aproveitou as leis da Justiça do Trabalho e da própria Fifa para encerrar o seu vínculo com o Cruz-Maltino. O atleta estava em São Januário desde 2009 e tinha contrato até 2014. Contudo, o atraso de mais de três meses de salário permitiram a rescisão de forma litigiosa.

Além do jogador, o Vasco já perdeu o goleiro Fernando Prass e o volante Auremir devido aos atrasos salarias, e o meia Juninho Pernambucano para o futebol norte-americano. O motivo para a rescisão contratual vem justamente da decisão dos dirigentes de arcar com os vencimentos de apenas 13 atletas. A medida revoltou boa parte do elenco e foi determinante para que Fernando Prass fosse para o Palmeiras e Auremir para o Náutico.

Já o destino de Nilton segue indefinido. O seu nome foi ventilado nos bastidores de Palmeiras e Flamengo, mas uma proposta do Oriente Médio poderá dificultar a sua permanência no País. Os representantes do volante procuraram manter as sondagens recebidas em sigilo e não revelaram se existe algo de concreto para o jogador.

Marcelo Sadio/Vasco
O volante Nilton entrou na Justiça contra o Vasco e terá o seu contrato rescindido de forma litigiosa

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade