Vôlei/Superliga masculina - ( - Atualizado )

Após derrota, Cruzeiro promete carta à CBV reclamando de arbitragem

Contagem (MG)

A derrota por 3 sets a 2 para o RJX, na noite deste sábado, não foi bem digerida pelo Sada Cruzeiro. A equipe mineira ficou revoltada com erros de arbitragem durante a partida, que valia a liderança da Superliga masculina, e promete mandar uma carta de protesto à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

“É inconcebível assistir a um jogo da importância de RJX e Sada Cruzeiro com uma arbitragem que cometeu, pelo menos, sete erros grosseiros de marcação, sempre em desfavor do mesmo time. Especialmente nas fases finais do jogo, nada demovia os juízes de marcar contra o Sada Cruzeiro, em todas as oportunidades, subvertendo absurdamente o andamento da partida”, afirmou o presidente do clube, Vittorio Medioli.

Em quadra, os jogadores do Cruzeiro reclamaram com a arbitragem por marcações duvidosas constantemente. O lance que mais causou revolta ocorreu no quarto set, vencido pela equipe carioca, quando Acácio anotou um ace e deixaria o placar em 22 a 20 para o RJX. A arbitragem, no entanto, deu bola fora, o que fez o time da casa abrir 23 a 19 e posteriormente fechar a parcial com tranquilidade.

“Como presidente do Sada Cruzeiro, vou encaminhar uma carta para a CBV e estou estudando todas as medidas cabíveis contra esse tipo de atitude da arbitragem, pois não é a primeira vez que se registra uma escandalosa agressão aos interesses de nosso clube. O que aconteceu no Maracanãzinho mata o esporte, acaba com quem investe nele”, concluiu Medioli, pedindo ainda a utilização do desafio eletrônico para marcações duvidosas, como ocorreu no Mundial de Clubes do Catar, em outubro.

Divulgação
Cruzeiro caiu diante do RJX e perdeu chance de assumir a ponta da Superliga (Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade