Vôlei/Superliga feminina - ( - Atualizado )

Jogadoras do Sollys/Nestlé comemoram liderança ao final de 2012

Osasco (SP)

O Sollys/Nestlé teve um ano de 2012 muito bom, com direito à título da Superliga feminina 2011/12, tetracampeonato Sul-americano, e aos inéditos títulos do Campeonato Paulista e do Mundial de Clubes de vôlei. E, para encerrar o ano por cima, o time de Osasco (SP) vai passar o Réveillon na liderança da Superliga feminina, com 20 pontos somados.

Apesar de ter a mesma pontuação do rival Unilever, do Rio de Janeiro, a equipe paulista leva vantagem nos critérios de desempate, já que tem 22 sets vencidos e seis perdidos contra 21 vencidos e seis perdidos pela equipe do Rio de Janeiro.

No último sábado, o Sollys/Nestlé derrotou o Usiminas/Minas, em casa, por 3 sets a 0 (26/24, 25/21 e 25/18), resultado que assegurou a liderança no final de ano. A levantadora Fabíola e a oposto Sheilla não deixaram de comemorar o feito.

“O Sollys/Nestlé cumpriu a meta estabelecida. Nós tínhamos como objetivo ganhar de 3 a 0 e continuar na liderança. Nesta primeira parte da Superliga a maior virtude do nosso time é que estamos demonstrando a força do grupo”, disse Sheilla Castro. “Eu fiquei de fora no início da competição, a Adenízia ainda não jogou, a (Camila) Brait ficou ausente em dois jogos e agora, neste último jogo, não pudemos contar com Jaque em 100% de suas condições. O nosso maior mérito é que, mesmo com todas essas dificuldades, conseguimos continuar vencendo. Uma está conseguindo suprir a falta da outra e isso está sendo muito legal”, continuou a oposto, que se recuperou de lesão no pé direito e fez dez pontos contra o Usiminas/Minas.

A levantadora Fabíola, que comanda a criação de jogadas do time de Osasco, também se disse contente por fechar 2012 à frente de todas as outras equipes da Superliga feminina. “O nosso objetivo era ganhar os três pontos e com essa vitória por 3 a 0 conseguimos reassumir a liderança”, frisou. “Estou feliz e a equipe está de parabéns por ter atuado bem na última partida do ano. Foi um jogo em que enfrentamos dificuldades no começo, mas o Luizomar fez a inversão de rede, com as entradas da Ivna e da Karine, e isso deu um gás a mais para a equipe. A partir do instante em que conseguimos a virada no set o time cresceu e se manteve à frente durante o restante do jogo”, completou Fabíola.

E não foram somente as jogadoras que enalteceram a importância do resultado. O técnico Luizomar de Moura elogiou suas comandadas e ainda analisou o triunfo sobre o time mineiro. “Mais uma vez o grupo do Sollys/Nestlé mostrou a sua força. Começamos um pouco abaixo no início do jogo, mas as entradas da Ivna e da Karine deram um pouco mais de coração para a equipe. A partir do momento em que elas entraram o time ficou mais vibrante e cresceu na partida”, comentou. “O Minas é um adversário que sempre faz bons jogos quando enfrenta rivais teoricamente favoritos e é uma equipe de muito valor. Nós estudamos muito o Minas e sabíamos das diversas alternativas que eles possuíam. Conseguimos uma vitória importante e que fecha com perfeição um ano vitorioso”, observou o treinador.

Ainda falta uma rodada para o término do primeiro turno da competição nacional, mas ela só será disputada no ano que vem. O primeiro compromisso de 2013 será contra a Unilever, em duelo válido pela nona e última rodada do primeiro turno. O jogo será disputado no dia 11 de janeiro, sexta-feira, às 21h, no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

Divulgação
Sheilla, uma das atletas fundamentais para o sucesso do Sollys/Nestlé, ficou feliz com o final de ano da equipe. Crédito: Préu Leão/AGF

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade