Futebol/Bastidores - ( )

Diego Tardelli lamenta negociação improvável com Galo: “Não é fácil”

Belo Horizonte (MG)

Principal ídolo da torcida até a chegada de Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli ainda terá de esperar para retornar ao Atlético-MG. Sem conseguir convencer os dirigentes do Al Gharafa-CAT a liberá-lo para retornar ao Brasil, o atacante voltou a demonstrar seu carinho ao Galo, mas deixou claras as dificuldades para voltar.

De férias no Brasil, liberado pelo clube do Oriente Médio para passar o Ano Novo com os familiares, Tardelli comentou sobre a situação complicada para a diretoria atleticana concretizar sua contratação. Querido pelos torcedores, o jogador também desperta interesse no presidente Alexadre Kalil, que já mostra pessimismo em relação a um possível acerto.

“O mais importante é que fiz um bom trabalho por lá e deixei saudade. Eu tenho saudade. Mas eu defendo um time, sou profissional e tenho de cumprir meu contrato. Voltar para o Atlético não é uma coisa fácil. Se eu pudesse voltaria, mas não é fácil”, ressaltou o atacante em entrevista ao SBT/TV Alterosa.

Ciente das dificuldades em repatriar Diego Tardelli, Kalil se antecipou e já garantiu a contratação de um centroavante para disputar posição com Jô, titular na disputa do Campeonato Brasileiro. Aos 31 anos, Alecsadro deixou o Vasco da Gama e irá defender o Galo na próxima temporada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade