Atletismo/Bastidores - ( - Atualizado )

Dois anos após Cabañas, medalhista olímpico é baleado no México

Los Reyes de la Paz (México)

Pouco mais de dois anos após o caso do atacante paraguaio Salvador Cabañas, o México volta a ter um incidente de violência envolvendo atletas. Medalhista olímpico, Noé Hernández foi baleado na cabeça neste domingo.

O atleta, medalhista de prata na prova de marcha atlética nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000, perdeu um olho e está internado em estado grave no México por conta de um tiroteio que deixou dois mortos no município de Los Reyes de la Paz, conforme publicou o jornal El Diário.

O tiroteio começou por volta das 4 horas da manhã (horário local) por conta de uma discussão iniciada em um estabelecimento no centro da cidade. Após ser atingido, Hernández passou por uma cirurgia que durou sete horas.

O caso é semelhante ao do atacante paraguaio Salvador Cabañas, que foi baleado na cabeça em um bar na Cidade do México enquanto defendia o América, em 2010. O jogador voltou a atuar, mas sua carreira foi seriamente afetada: retornou ao futebol em 2012 para defender o 12 de Octubre, da terceira divisão paraguaia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade