Futebol/Bastidores - ( )

Assessor de futebol do Grêmio pede demissão após um mês no cargo

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Omar Selaimen não faz mais parte da direção de futebol do Grêmio. Nesta quinta, o assessor pediu demissão do cargo que ocupava desde dezembro ao presidente Fábio Koff. Selaimen auxiliava o diretor de futebol Rui Costa desde novembro e foi importante na negociação com o chileno Eduardo Vargas, que deve ser apresentado pelo Grêmio nesta sexta.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Selaimen afirma que a experiência não foi exatamente o que ele projetava. O agora ex-dirigente gremista negou qualquer tipo de atrito, seja com Fábio Koff, Rui Costa ou com o técnico Vanderlei Luxemburgo. Segundo Koff, o motivo alegado por Selaimen para se demitir foi a impossibilidade de conciliar o cargo com questões de natureza familiar.

O Grêmio ainda não definiu se contratará um substituto para o lugar de Selaimen. O cargo de assessor de futebol é político, de confiança do presidente Fábio Koff.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade