Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

'Assustado' com pedido, Santos evita leilão por Carlos Eduardo

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

As negociações pelo meia-atacante Carlos Eduardo, do Rubin Kazan (Rússia), não evoluíram como o Santos desejava, nas últimas horas. A inclusão de um valor de luvas na possível transação deixou o Peixe reticente. Isto porque, o clube praiano seria obrigado a desembolsar uma quantia de R$ 2 milhões pelo empréstimo.

O novo pedido, apesar de Carlos Eduardo aceitar uma redução salarial para voltar a atuar no futebol brasileiro – o jogador ganha 210 mil euros (cerca de R$ 571 mil), por mês, na Rússia – não parece ter sido bem aceito pelo vice-presidente santista, Odílio Rodrigues, mandatário em exercício do time da Vila Belmiro, com o afastamento do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, devido a uma licença médica.

“Não entraremos em leilão pelo Carlos Eduardo. Queremos o jogador, o Muricy já disse que também quer, mas não vamos fazer loucura. Se ele espera isso (leilão) do Santos, nós não vamos fazer”, afirmou Odílio, lembrando que Flamengo, Fluminense e Internacional-RS também estão na disputa pela contratação.

Apesar das dificuldades que cercam as tratativas pelo meia-atacante, o técnico Muricy Ramalho está otimista quanto à possibilidade de Carlos Eduardo reforçar o Santos na temporada 2013.

“Eu tenho esperança, sim. Temos a ideia de trazer um cara para jogar do lado esquerdo, porque às vezes só o Neymar não vai estar (disponível para jogar). Então, tem de ter alguém ali. Nós tentamos o Nenê, agora queremos o Carlos Eduardo. Existe uma negociação e o assunto está com a diretoria”, comentou o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade