Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Com ‘inimigo’ na plateia, Vandick assume a presidência do Paysandu

Belém (Pará)

A da última quarta-feira, o Paysandu será conduzido por Vandick Lima. Em cerimônia que contou com a presença de mais de 250 pessoas e até de diretores do rival Remo, o novo presidente tomou posse do Papão da Curuzu em clima de união e já deixou claro qual será sua prioridade: estruturar as categorias de base do clube.

O dirigente assume a presidência em um momento positivo para o clube. Com o acesso conquistado à Série B do Campeonato Brasileiro após seis temporadas de martírio, o time paraense tem um elenco jovem e valorizado, alvo de especulações envolvendo equipes da elite do futebol.

Na sede social do clube, o ex-presidente Luiz Omar Pinheiro entregou o posto que ocupou por quase cinco anos e se colocou à disposição para ajudar o candidato eleito a tornar o Papão uma equipe vitoriosa. “O Paysandu precisa de união. Vou continuar torcendo pelo clube e à disposição do Vandick e de seus diretores. Contem comigo”, garantiu Pinheiro em seu discurso.

Ao receber o cargo, Vandick não escondeu a emoção e voltou a citar a importância das categorias de base para o clube, que recentemente revelou o lateral direito Yago Pikachu, alvo de equipes como o Palmeiras. “Sempre sonhei em presidir o Paysandu. Vamos colocar em prática o que prometemos durante a campanha, como a construção do nosso CT que nos fará formador de atletas”, declarou o novo presidente.

Aos 47 anos, Vandick Lima chega à presidência do Paysandu dez anos após se aposentar dos gramados com a camisa do Bicolor da Curuzu. Além do clube paraense, o ex-atacante passou por Flamengo, Bahia e Juventude. No time carioca, inclusive, fez parte do elenco que venceu a Copa União de 1987, título alvo de polêmicas envolvendo Sport e a Taça das Bolinhas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade