Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Daniel Alves desabafa e diz que guerra contra racismo está "perdida"

Barcelona (Espanha)

Após o empate entre Real Madrid e Barcelona na última quarta-feira, o lateral direito Daniel Alves deixou o campo do Estádio Santiago Bernabéu reclamando de racismo. De acordo com o jogador, a torcida merengue o insultou durante o jogo, mais um fato lamentado pelo atleta, que disparou: “a guerra está perdida”.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o brasileiro, que havia reclamado da situação através de seu perfil oficial no Twitter, revelou que sofre com este problema desde que joga na Espanha, há dez anos. “Eu vivo isso em todos os estádios que vou, desde o primeiro ano que estou aqui”, afirmou Dani Alves.

AFP
O lateral direito Daniel Alves afirmou que foi insultado por racistas durante o clássico com o Real Madrid
Daniel Alves também aproveitou para pedir medidas “mais drásticas” para as Federações. “Infelizmente, esta é uma guerra perdida até que se tomem medidas mais drásticas. Eu não pensei em sair de campo, mas aquilo foi desagradável”, disse o lateral, referindo-se à prática do meia Boateng.

Em amistoso no último dia 3, o jogador do Milan se irritou com os torcedores do Pro Patria, que o insultaram com cantos racistas, e deixou o campo, fazendo com que a partida contra o time da Quarta Divisão da Itália fosse cancelada permanentemente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade