Copa 2014/Estádio - ( - Atualizado )

Funcionários da obra do Beira-Rio paralisam atividades

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Os operários que trabalham na reforma do Estádio Beira-Rio para a Copa do Mundo de 2014 decidiram cruzar os braços na tarde desta quarta-feira. Eles pedem 15% de reajuste salarial, entre outras reivindicações, à Andrade Gutierrez, construtora responsável pelos trabalhos. Nesta quarta, em protesto, eles impediram acesso ao portão de entrada da obra.

No final da tarde desta quarta, a Brigada Militar retirou os manifestantes do local. No entanto, eles ameaçam bloquear o trânsito na Avenida Padre Cacique, onde está localizado o estádio, caso não haja acordo até a tarde desta quinta. Ainda não há previsão para o retorno dos trabalhos, visto que os operários rejeitaram o acordo proposto pela construtora.

Com 52% das obras para a Copa concluídas, o Beira-Rio não receberá jogos do Internacional ao menos até setembro. Neste período, o Colorado mandará seus jogos pelo Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro no Centenário, estádio do Caxias, na Serra Gaúcha, a 120km de Porto Alegre.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade