Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Luxa explica corte de Vilson e diz não contar mais com o zagueiro

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O zagueiro Vilson não faz mais parte dos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo para a temporada de 2013 no Grêmio. Nesta quinta, o treinador explicou porque afastou o defensor da delegação gremista que está em Quito, se preparando para a estreia na Libertadores, contra a LDU, dia 23. Segundo Luxa, Vilson ignorou suas orientações para não se envolver em provocações com um jogador do Independiente del Valle durante o jogo-treino disputado nesta quarta.

“Ele deu uma rapa no cara e eu mandei o Saimon entrar no lugar dele. No intervalo eu disse: ‘se chamei a sua atenção você tem que me entender’. Disse que ele ia continuar no segundo tempo, mas ele ficou de cara fechada. Perguntei se ele queria continuar e ele disse que não queria. Liguei e expliquei a situação pro Rui Costa e pro Fábio Koff e tomamos a decisão de afastá-lo. Não tem problema nenhum, eu não conto mais com ele. Está definido que ele não fica”, disse Luxemburgo.

Pelo Twitter, Vilson se desculpou com Luxa e com os torcedores. Não desmentiu a versão dada pelo treinador do incidente, explicando que não tinha mais cabeça para voltar para o segundo tempo. Vilson renovou contrato com o Grêmio no final do ano passado. Com a suspensão de Werley, ele ganharia a chance de começar a Libertadores como titular, ao lado de Cris. Contratado em 2010, ele disputou 63 partidas pelo Tricolor e marcou três gols.

Saimon deve ser o titular do técnico Vanderlei Luxemburgo para formar a zaga com Cris na partida contra a LDU. Após bater o Independiente del Valle, 4º colocado do último Campeonato Equatoriano, por 1 a 0, o Tricolor volta a realizar um jogo-treino neste sábado, contra o El Nacional, que acabou na modesta 11ª colocação na temporada passada – o torneio conta com 12 clubes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade