Futebol/Mercado - ( )

Muricy mostra otimismo por C. Eduardo: “A cabeça dele é no Santos"

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Sem um acordo pelo meia Nenê, que deve se transferir para o Al-Gharafa (Catar), o Santos não deve ficar parado e se movimenta nos bastidores para tentar um acerto com o meia-atacante Carlos Eduardo, do Rubin Kazan (Rússia). O técnico Muricy Ramalho aprova o nome do ex-jogador do Grêmio, de 25 anos, e demonstrou otimismo em relação às tratativas dos dirigentes do clube praiano pelo atleta.

“O Carlos Eduardo quer voltar para o Brasil. Ele está fazendo um sacrifício para retornar, que é alongar o seu contrato com o time russo. Ele tem algumas outras propostas, mas a cabeça dele é jogar no Santos. Ouvimos isso dele“, afirmou Muricy, antes de destacar que as negociações ainda estão em andamento.

Mesmo com o interesse de Carlos Eduardo em jogar na Vila Belmiro, a cúpula alvinegra está ciente de que precisa vencer a concorrência do Flamengo e, além disso, convencer o Rubin Kazan a cedê-lo, por empréstimo.

“Não tem nada acertado. Em termos de contrato, não sei muitos detalhes. Porém, é um jogador canhoto, que atua pelos lados do campo. É uma característica interessante e o nosso grupo precisa de um nome ali. Além disso, ele tem experiência internacional. É uma grande oportunidade de negócio”, ponderou.

Já ao ser indagado sobre Nenê, Muricy Ramalho não demonstrou surpresa com a quase certa ida do meia para o Catar. “A gente sabia que a possibilidade maior era o Catar, porque a diferença financeira é enorme. Os números oferecidos por eles são muito grandes, não tem como concorrer. A nossa esperança era que ele desejasse voltar para um futebol mais competitivo. Agora, o jogador tem que escolher o que é melhor para ele. Essa carreira é curta e ele escolheu o lado financeiro”, comentou.

O Al-Gharafa irá pagar R$ 1 milhão mensais, em salário, para Nenê. O valor é o dobro da quantia oferecida pelo Santos, que garante ter chegado no seu limite financeiro na tentativa de repatriar o meia, de 31 anos de idade.

AFP
Atualmente no Rubin Kazan, Carlos Eduardo já foi especulado em várias equipes brasileiras; o Santos é a bola da vez

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade