Futebol/Bastidores - ( )

Obina e Pablo são oficialmente apresentados no Bahia

Salvador (BA)

A diretoria do Bahia já declarou que não tem pressa para trazer reforços e que busca apenas contratações pontuais. Já confirmados pelo Tricolor, Pablo e Obina foram apresentados nesta quinta-feira e completam a lista de oito novidades do clube na temporada.

Contratado para diminuir a dependência de Souza no ataque, Obina comentou a oportunidade de defender a camisa do clube do coração de seu pai. "O meu pai é muito Bahia e o pessoal zoava ele porque eu nunca tinha jogado pelo clube. E o meu pai chegou para mim e falou: 'quero ver quando você vai realizar o meu sonho'. E graças a Deus aqui estou, e se eu puder dar felicidade para o meu pai, eu vou dar".

Em 2012, o atacante defendeu o Palmeiras em sua segunda passagem pelo clube. Liberado pelo Shandong Luneng, da China, Obina assinou com o Tricolor por um ano. Além do Alviverde, o centroavante acumula passagens por Atlético-MG, Flamengo e Vitória, clube que foi revelado.

Pablo, o outro reforço do Esquadrão de Aço, teve a oportunidade de trabalhar com Paulo Angioni, gestor de futebol, no Vasco logo no início de sua carreira. Considerado um coringa dentro de campo por atuar em várias posições, o lateral direito afirmou que a oportunidade de jogar no Bahia é um recomeço. "Sou polivalente e venho para começar do zero, fazer uma nova carreira, não reerguer minha carreira".

Atleta do Figueirense em 2012, Pablo disse que procurou conversar com Fabinho, ex-jogador do clube, para saber sobre o Tricolor. "Quando eu vim para cá, eu falei com ele e até pedi a benção dele. Ele disse para eu vir de olhos fechados, porque aqui tinha pessoas sérias e a torcida é apaixonada. Eu conheço o plantel do Bahia, tive a felicidade de jogar contra. Sei que o Neto é um bom jogador e tem o Railan, que é uma promessa. Eu venho para aprender e, se o Jorginho depender de mim, eu vou poder ajudar”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade