Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Para “sacudir a poeira” no Bugre, Zé Teodoro já sabe até escalação

Campinas (SP)

O elenco do Guarani se reapresentou para o Campeonato Paulista nesta quarta-feira, apenas iniciou os trabalhos físicos da pré-temporada, mas já tem sua escalação praticamente definida pelo técnico Zé Teodoro. Sem fazer mistério, e confirmando a base vice-campeã de 2012, o novo comandante garantiu que deverá mexer em poucas peças até o dia 19 de janeiro, data da estreia contra o Linense.

Ao todo, 17 jogadores se reapresentaram na manhã da quarta, somados a mais seis no período da tarde, além de outros dois reforços que foram confirmados pela diretoria no mesmo dia: os volantes Eusébio e Régis, que defenderam o Ceará na Série B do Campeonato Brasileiro e devem ser apresentados nesta quinta. Mais cinco ou seis nomes são aguardados no Brinco de Ouro da Princesa, já sem tanta expectativa por parte de Zé Teodoro.

“Somando os jogadores que estão chegando e as informações que eu tenho já me dá mais ou menos uma base. Eu tenho 11 jogadores para começar, mas ainda tenho que analisar o Fumagalli neste período de 20 dias, o Wellington Monteiro, ainda tenho o Montoya, os dois laterais que renovaram (Oziel e Bruno Recife), o goleiro renovou, os meias e os volantes renovaram e estamos trazendo mais uns cinco jogadores que vão mudar um pouco a característica, mas não vão mudar tanto minha forma de jogar”, garantiu Zé Teodoro.

Dessa forma, o Guarani deve iniciar 2013 com a seguinte formação: Emerson; Oziel, Montoya, Leandro Souza (jogador de confiança de Zé Teodoro no Santa Cruz) e Bruno Recife; Wellington Monteiro, Ademir Sopa, Fumagalli (Rafael Costa) e Wesley; Clebinho e Rafael Oliveira. Nesta escalação, falta uma referência no ataque, posição que é alvo das atenções da diretoria, que já descartou Júlio César, ex-Figueirense.

Para 2013, o ideal de Zé Teodoro no comando do Guarani é esquecer o rebaixamento para a Série C e focar na recuperação, sempre inspirado no time vice-campeão paulista da última temporada: “Não vim atrapalhar a vida de ninguém, vim ajudar o Guarani a ter um time forte e equilibrado e a ter uma torcida que possa ter confiança para vir ao campo. Vamos tirar o máximo dos jogadores, mas vão ficar aqueles que quiserem sacudir a poeira e dar a volta por cima. É disso que estamos precisando”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade