Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Paulo Miranda inicia 2013 sem saber se é zagueiro ou lateral direito

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net Cotia (SP)

“A gente tem que estar sempre à disposição”. Titular do São Paulo na zaga e depois na lateral direita, Paulo Miranda terminou 2012 em alta, sem deixar dúvidas de que dava conta do recado atuando de forma improvisada. A menos de duas semanas da partida contra o Mirassol, pela abertura do Campeonato Paulista, o jogador de 24 anos não sabe em que setor do campo, mas quer seguir entre os 11 iniciais.

O técnico Ney Franco deve realizar as primeiras atividades de esboço do time titular a partir da próxima semana e Paulo Miranda vive a expectativa de se manter no time titular. Sua posição pode estar ameaçada por Rhodolfo, que já atuou improvisado na direita e ganhou uma sombra potente na zaga: o experiente Lúcio,que deve formar dupla com o promissor Rafael Toloi nas primeiras partidas de 2013.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Paulo Miranda está à disposição, mas Ney Franco decide o setor: zaga ou lateral direita
“Estou trabalhando, e se o professor precisar na lateral ou como zagueiro, estou à disposição. Tenho que trabalhar onde ele quiser, até pelas partidas que fiz. Tenho certeza que sou zagueiro, mas acabei o ano como lateral e fui bem. Onde você se adaptar melhor e for importante para o time melhor. Se tiver oportunidade de continuar como lateral ou voltar a ser zagueiro, tenho que dar o máximo para ser titular”, refletiu o camisa 13 do Tricolor, após o treino neste domingo.

Assim como Osvaldo, que concedeu entrevista coletiva no dia anterior, Paulo Miranda quer estar em campo no maior número de jogos que for possível em 2013. Apesar do pensamento otimista, o lateral ou zagueiro será desfalque em um dos jogos mais importantes do ano, no dia 23 de janeiro. Expulso na decisão da Sul-americana, ele terá que cumprir suspensão no primeiro jogo da primeira fase da Libertadores, contra o Bolívar.

“Quem me deu a notícia da suspensão foi o Milton Cruz, fiquei chateado, mas o Douglas é experiente, sabe jogar essas competições e também vai buscar o seu espaço no São Paulo”, comenta Paulo Miranda, satisfeito também pela chance de jogar ao lado do pentacampeão Lúcio: “Eu fico bastante motivado e me espelho bastante nele, procuro usar sua experiência”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade