Futebol/Bastidores - ( )

Preparador físico afirma que condição de Dagoberto não é a ideal

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O atacante Dagoberto assinou contrato de três anos com o Cruzeiro, e treinou com os novos companheiros pela primeira vez nesta quinta-feira, mas ainda está longe de atingir a mesma condição do restante do elenco celeste. O preparador físico, Juvenílson de Souza, avalia que jogador terá que trabalhar dobrado para igualar a condição física dos demais atletas.

“A primeira avaliação que fiz é que ele se apresenta em uma condição não satisfatória, em decorrência da temporada anterior. Ele teve algumas lesões sucessivas, em função de alguma dificuldade de força. Alguns testes que ele já fez nos mostram isso e também em função dos primeiros treinamentos”, declarou.

Questionado sobre a possibilidade de Dagoberto atuar na estreia do Campeonato mineiro, no dia 3 de fevereiro, contra o Atlético-MG, no clássico que vai reinaugurar o Mineirão, Juvenílson de Souza, afirmou que ainda é cedo para fazer está avaliação. Segundo ele, será necessário submeter o jogador a uma série de testes para só depois ter uma definição.

“É muito cedo para afirmar qualquer coisa e colocá-lo ou vetá-lo do jogo. O que preciso é aplicar mais umas sessões de treinamento e ver a resposta dele. Só então, poderei ter uma posição mais concreta em relação à participação ou não no primeiro jogo”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade