Futebol/Bola de Ouro da Fifa - ( )

Presidente do Barcelona iguala troféu de Messi com Liga dos Campeões

Zurique (Suíça)

O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, não escondeu sua felicidade pelo fato de Lionel Messi receber pela quarta vez em sua carreira o prêmio de melhor jogador do mundo, nesta segunda-feira. Satisfeito com o resultado da eleição feita pela Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa) e pela revista France Football, o mandatário do clube catalão exaltou a conquista do atleta argentino, que se tornou o maior vencedor do prêmio.

“Isso é como ganhar a Liga dos Campeões. Não deixa de ser mais um triunfo de nosso estilo, filosofia, dos 33 anos que estamos trabalhando. É comparável com um título europeu”, enalteceu o dirigente após a cerimônia realizada em Zurique (Suíça).

Nascido em Rosário (Argentina), Messi chegou ao Barcelona em 2000, aos 12 anos. Criado nas categorias de base do clube catalão, o jogador sul-americano chegou ao time profissional em 2004 e, desde então, teve rápida ascensão na carreira. Recentemente, recusou oferta do futebol e estendeu seu vínculo com a equipe espanhola até 30 de junho de 2018. O meio-campista Xavi e o zagueiro Puyol, também desenvolvidos em La Masia, foram outros atletas que renovaram seus contratos.

“Fechamos as renovações de Xavi, Puyol e Messi pelo fato de precisarmos deles. Esses novos vínculos tem caráter esportivo. Seguimos aquilo que acreditamos, que deve ser o Barcelona tendo esses atletas do início ao fim”, encerrou.

AFP
Lionel Messi superou o meio-campista Andrés Iniesta e o atacante Cristiano Ronaldo na disputa final pela Bola de Ouro da Fifa

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade