Futebol/Bastidores - ( )

Rivaldo não quer privilégios no Azulão e mira aposentadoria no Santa

Eduardo Mendoza, especial para a GE.Net São Caetano do Sul (SP)

Apresentado nesta terça-feira, Rivaldo chega ao São Caetano como o maior nome do clube. No entanto, o novo camisa 10 da equipe se considera um jogador normal: o meia não seria afetado caso não fosse titular absoluto durante toda a passagem.

Em sua última passagem por um clube brasileiro, o campeão da Copa do Mundo de 2002 exigiu espaço no time titular e teve problemas com a comissão técnica. Quando defendeu o São Paulo em 2011, o veterano reclamou das opções do técnico Paulo Cesar Carpegiani e foi um dos protagonistas de sua demissão, mas acabou também deixando o clube pouco tempo depois.

No São Caetano, porém, o meio-campista não acredita que ficaria abalado caso deixasse o time titular. “Acredito que nada vai me afetar. Eu vim para cá para ajudar o São Caetano no Campeonato Paulista e na Série B. Tenho que treinar como treinei lá no São Paulo, onde tive poucas oportunidades. Sou um jogador como qualquer outro do São Caetano, precisamos trabalhar juntos para atingirmos nossos objetivos”, declarou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Rivaldo ficou com a camisa 10 de Pedro Carmona
Outra questão levantada pela chegada do armador foi o destino da faixa de capitão. O goleiro Luiz, que está no clube desde 2002, é o atual capitão, mas lesionou o joelho na vitória do Azulão por 2 a 1 sobre o Atlético Sorocaba pela estreia do Campeonato Paulista e ficará de fora por seis meses.

Rivaldo se diz pronto para assumir a faixa na ausência do arqueiro, mas garantiu que não existirá disputa quando Luiz retornar. “O capitão é o Luiz, mas, caso o técnico precise contar comigo em alguns momentos, vou aceitar normalmente e acho que estou pronto”, afirmou.

Além disso, o melhor do mundo no ano de 1999 garantiu que não chega ao São Caetano para se aposentar: o meio-campista só deve deixar o futebol em 2014, quando pretende atuar pelo Santa Cruz. “Quase reforcei o Santa e antes de vir para o São Caetano falei que vou terminar minha carreira no ano que vem jogando no Santa Cruz”, comentou.

O veterano de 40 anos projeta passar 20 dias aprimorando sua forma física, o que deixaria a sua estreia pelo Azulão para o jogo contra o Guarani, no dia 6 de fevereiro, quarta-feira, ou para a partida contra o Corinthians, no dia 9, no sábado. Na primeira rodada do Campeonato Paulista, o São Caetano derrotou o Atlético Sorocaba fora de casa por 2 a 1.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade