Futebol/Taça Guanabara - ( - Atualizado )

Botafogo derrota Duque de Caxias por 3 a 0 na estreia no Carioca

Rio de Janeiro (RJ)

No dia do 30º aniversário da morte de Mané Garrincha, maior ídolo da história do clube, o Botafogo não encontrou dificuldades para derrotar o Duque de Caxias por 3 a 0, em partida disputada na noite deste domingo, no Engenhão, pela primeira rodada do Campeonato Carioca.

O resultado fez o Alvinegro de General Severiano dividir com o Vasco, a liderança do Grupo A, ambos com três pontos ganhos. O Duque de Caxias, que está no Grupo B, não pontuou.

Foi a centésima vitória obtida pelo Botafogo no Engenhão e o time alvinegro não teve de superar muitos problemas para atingir a marca histórica. Diante de um adversário que mostrou pouca capacidade ofensiva e uma certa fragilidade defensiva, o time dirigido por Oswaldo de Oliveira precisou de apenas um tempo para marcar os gols que definiram o resultado da partida. Os gols do time alvinegro foram marcados por Andrezinho, Bolívar e Antonio Carlos.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Bangu, em Moça Bonita, enquanto o Duque de Caxias receberá o Friburguense, no Marrentão.

O jogo

O Botafogo começou o jogo no ataque e, logo no primeiro minuto, Fellype Gabriel foi lançado na grande área e quando todos esperavam a conclusão, o atacante alvinegro recuou a bola para um jogador adversário, frustrando a torcida. A iniciativa de ataque era toda da equipe dirigida por Oswaldo de Oliveira, enquanto o Duque de Caxias deixava apenas o atacante Charles Chad isolado entre os zagueiros.

O Botafogo pressionava a saída de bola da defesa da equipe da Baixada Fluminense e facilmente recuperava a posse de bola. O meia uruguaio Lodeiro se movimentava por todos os lados para não deixar Henrique isolado na frente.

Aos 14 minutos, Lodeiro faz ótimo passe para Fellype Gabriel, que cortou para o meio e foi bloqueado na hora do chute. O time alvinegro dominava, mas não criava chances de gol, porque Henrique, sem o hábito de atuar como atacante de referência, acabava recuando e deixando o ataque sem poder de conclusão.

Aos 17 minutos, a torcida botafoguense tomou seu primeiro grande susto. O estreante Bolívar foi dar um toque de calcanhar na entrada da área e acabou perdendo a bola para Charles Chad, que se livrou da marcação e chutou com grande perigo para o gol defendido por Jéfferson.

Antes da parada técnica, aos 20 minutos, o Botafogo ainda voltou a incomodar. Fellype Gabriel cruzou da esquerda, Lodeiro matou no peito, mas bateu de direita e jogou a bola bem longe do gol defendido por Fernando.

O Botafogo marcou o seu primeiro gol no Campeonato Carioca aos 24 minutos. Renato bateu escanteio, a defesa cortou mal e a bola sobrou para Andrezinho, que chutou rasteiro da entrada da área. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro Fernando. Aos 42 minutos, Cidinho trocou passes com Fellype Gabriel, invadiu a área, mas chutou a bola em cima do goleiro Fernando. Um minuto depois, foi a vez de Henrique concluir para boa defesa do goleiro do Duque de Caxias.

A vantagem motivou a equipe alvinegra, que chegou ao segundo gol aos 28 minutos. Após cobrança de escanteio, por Andrezinho, Bolívar subiu mais do que os zagueiros e cabeceou sem defesa. Foi o primeiro gol marcado por Bolívar com a camisa alvinegra.

O Botafogo ainda perdeu o meia Renato, que sentiu um problema muscular, mas não reduziu o ritmo e chegou ao terceiro gol aos 34 minutos. Fellype Gabriel lançou Andrezinho pela direita e o cruzamento encontrou o zagueiro Antonio Carlos, livre na pequena área, para apenas desviar a bola para o fundo das redes.

O domínio era total e, aos 39 minutos, Henrique furou depois de receber um passe perfeito de Lodeiro, dentro da pequena área. No último lance da primeira etapa foi a vez de Cidinho desperdiçar a chance para marcar. O meia tabelou com Fellype Gabriel, entrou na área, e bateu em cima do goleiro Fernando.

A grande vantagem fez o Botafogo voltar acomodado para o segundo tempo, trocando passes com lentidão. O Duque de Caxias tentou se aproveitar da passividade do adversário para jogar de forma mais ofensiva. Aos seis minutos, após boa troca de passes na entrada da área alvinegra, a bola foi passada para Diego Souza, que chutou forte e obrigou o goleiro Jéfferson a praticar grande defesa.

Só aos 13 minutos é que o Botafogo voltou a incomodar a defesa adversária. Gilberto arrancou pela direita, tabelou com Henrique e chutou rasteiro, mas a bola saiu.

O time da Baixada Fluminense voltou a assustar aos 15 minutos. Após cobrança de escanteio, Paulão desviou e Charles Chad chegou atrasado para colocar a bola nas redes. O Duque de Caxias seguia com mais posse de bola, mas sem conseguir criar jogadas de perigo para a defesa botafoguense.

Aos 19 minutos, o lateral-direito Gilberto fez grande jogada individual, livrando-se de três marcadores, e bateu cruzado, com grande perigo para Fernando. No lance seguinte, uma rápida troca de passes entre Lodeiro, Cidinho e Gilberto acabou nos pés de Andrezinho, que chutou forte, mas Jeffinho ficou no caminho e evitou o quarto gol.

Depois dos 30 minutos, o Botafogo reduziu ainda mais o ritmo e passou a administrar a grande vantagem, mas aos 30 minutos, depois de bom passe de Lodeiro, Márcio Azevedo mandou uma bomba que encobriu o travessão defendido por Fernando.

O Duque de Caxias tentou mostrar que estava vivo no minuto seguinte, quando Charles Chad bateu forte e obrigou Jéfferson a espalmar para o lado, evitando o gol da equipe visitante.

Nos últimos dez minutos, o Botafogo apenas tocou a bola para evitar desgaste físico, já que a vitória estava garantida, enquanto o Duque de Caxias, sem forças e tempo para reagir, apenas se limitou a jogar de forma burocrática e cautelosa para evitar sofre o quarto gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade