Futebol Internacional/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Kaká é expulso em empate de Real Madrid com lanterna Osasuna

Pamplona (Espanha)

Sem Cristiano Ronaldo, o Real Madrid foi a Pamplona e não conseguiu sair do 0 a 0 com o lanterninha do Campeonato Espanhol, o Osasuna. Kaká, que voltou a receber oportunidade e entrou durante o segundo tempo, foi expulso com dois cartões amarelos.

A equipe fecha o primeiro turno na Espanha com mais um tropeço e vê cada vez mais distante as chances de conquistar o bicampeonato, voltando as forças para a Liga dos Campeões da Europa. O líder Barcelona faz sua partida da rodada neste domingo e pode aumentar ainda mais a vantagem de 15 pontos que tem para os arquirrivais.

A participação do Real Madrid na segunda metade do torneio será contra o Valencia, fora de casa. O Osasuna, que segue amargando a última colocação do Espanhol, joga contra o vice-lanterna Deportivo La Coruña.

AFP
Kaká jogou pouco mais de 15 minutos contra o Osasuna e deixou o campo após receber cartão vermelho

Os merengues começaram melhores. Apesar de pressionarem os donos da casa, sofreram um susto aos dez minutos de jogo, na primeira chance da partida. O lateral Damiá, sem marcação na intermediária ofensiva, bateu de longe e assustou Casillas.

Aos 24, veio a resposta madrilenha em boa jogada de Higuaín, que driblou o goleiro e tocou para Khedira completar para o gol. Antes de o volante do Real chegar, Marc Bertrán chegou para afastar o perigo.

Antes do intervalo, o Real se fartou de desperdiçar oportunidades, com Higuaín e Callejón puxando a fila das bolas mal finalizadas. Cristiano Ronaldo, suspenso, fazia falta

Na volta dos vestiários, foi o Osasuna quem tomou o controle do jogo e exigiu muito de Casillas, que esteve sempre à altura. Em três oportunidades, o goleiro merengue, ainda em rota de colisão com o treinador Mourinho, mostrou porque é considerado dos melhores do mundo, defendendo chutes de Kike Sola, Armentano e Oier.

Aos 12 minutos da etapa complementar, Kaká entrou no ataque do Real para buscar um gol salvador, mas tudo que conseguiu foram duas faltas duras e dois cartões amarelos, saindo com o vermelho pouco mais de 15 minutos após pisar no gramado.

O arbitro Clos Gómez ainda anularia um gol de Callejón e não deu pênalti sobre Kike Sola nos minutos finais de partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade