Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Shakhtar coloca Willian à venda por R$ 65 milhões, diz jornal

Londres (Inglaterra)

A equipe que quiser comprar os direitos econômicos do meia-atacante Willian, do Shakhtar Donetsk, já sabe quanto terá que desembolsar: 20 milhões de euros (cerca de R$ 65 milhões). Quem garante é a edição desta quarta do jornal britânico The Independent, dizendo que o clube está disposto pela primeira vez a se desfazer do atleta e colocando-o na mira de Chelsea e Tottenham.

Segundo o veículo, são dois os principais motivos que fizeram a cúpula do Shakhtar repensar o desejo de permanecer com o brasileiro. O primeiro deles seria o atraso de alguns dias cometido pelo jogador na reapresentação ao clube neste começo de ano, depois de passar férias no Brasil. Curiosamente, o segundo motivo envolve a chegada de outro atacante brasileiro à equipe de Donetsk. De acordo com o The Independent, o Shakhtar não precisa urgentemente do dinheiro da venda de Willian, mas a compra de Taison, por 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 40 milhões), na semana passada, pode acelerar um pouso esse processo.

Por fim, o jornal garante que o Chelsea tem mais condições de abrir o cofre pelo brasileiro, embora coloque o técnico do Tottenham, André Villas-Boas, como grande fã de Willian, por ver nele as habilidades necessárias para atuar em qualquer posição do sistema ofensivo. O The Independent cita como exemplo dessa admiração as sondagens públicas feitas pelo treinador português ao atleta quando ele ainda comandava o próprio Chelsea.

Willian, de 24 anos, foi vendido ao Shakhtar em 2007, depois de passar menos de um ano como profissional do Corinthians. Na edição deste ano da Liga dos Campeões, foi ele o principal responsável por levar a equipe ucraniana às oitavas de final da competição.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade