Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Carlos Alberto desencanta e Mogi vence o Penapolense com facilidade

Mogi Mirim (SP)

O Mogi Mirim não precisou de muito esforço para vencer o Penapolense nesta quinta-feira. Depois de empatar sem gols com a Ponte Preta na primeira rodada do Campeonato Paulista, o Sapão voltou ao estádio Romildão para atuar diante de sua torcida. E com a ajuda do recém-chegado Carlos Alberto, o time saiu de campo com uma vitória tranquila por 3 a 0.

A vitória desta quinta-feira coloca o Mogi Mirim na vice-liderança do Paulistão, com quatro pontos. A próxima partida da equipe no Estadual será contra o XV de Piracicaba, no próximo domingo, no mesmo Romildão. Já o Penapolense tentará a recuperação contra o Palmeiras, no Pacaembu. O time soma três pontos no torneio e ocupa a décima colocação.

O Jogo - Os donos da casa estiveram melhores em campo desde o início do jogo e conseguiram assustar pela primeira vez com 10 minutos transcorridos. O atacante Henrique cabeceou forte para o gol e Marcelo se esforçou para evitar o gol. Já aos 25, o zagueiro Tiago Alves apareceu como elemento surpresa e chutou para fora a chance de abrir a contagem.

As chances perdidas pelo Mogi Mirim levaram o Penapolense a apostar mais no ataque. Mas as conclusões para o gol não foram satisfatórias. A equipe pouco ameaçou o goleiro Daniel e mostrou dificuldades para recompor o seu sistema defensivo no meio-campo. As deficiências na zaga abriram espaço para Carlos Alberto, aos 42 minutos, chutar rasteiro e anotar o primeiro dos mandantes.

Líder do Carrossel Caipira nesta quinta-feira, Carlos Alberto se consolidou como protagonista da partida ao marcar o segundo do Sapão. Aos 17 minutos da etapa complementar, o armador aproveitou o bate-rebate dentro da área e cabeceou na saída do goleiro para ampliar. O Penapolense ainda respondeu aos 21 minutos, mas não levou sucesso em sua finalização.

A vantagem fez o Mogi Mirim diminuir o ritmo e apenas administrar o resultado positivo. A nova estratégia fez o Penapolense ganhar espaço no meio-campo, mas também contribuiu para a desorganização completa de seu setor defensivo. Sem ter nada a ver com a situação de seu rival, o meia Wagninho, que tinha acabado de entrar em campo, chutou de primeira e sacramentou a vitória aos 32 minutos.

Antes de a partida ter fim, o Sapão conseguiu acertar o travessão com Roniery. Após cobrança de falta de Aloísio, aos 45 minutos, o lateral desviou a trajetória da bola e quase surpreendeu o goleiro Marcelo pela quarta vez no confronto.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade