Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Operários aceitam proposta e encerram greve no Beira-Rio

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Paralisados desde a manhã desta terça-feira, os operários que atuam na reforma do Beira-Rio para a Copa do Mundo de 2014 voltaram aos trabalhos nesta quarta. Eles aceitaram a proposta feita pela construtora Andrade Gutiérrez, responsável pela obra, e decidiram encerrar a greve, que durou cerca de 24 horas.

Na semana passada, os trabalhadores fizeram protestos e ameaçaram bloquear a avenida onde se localiza o Beira-Rio, reivindicando melhores salários e outros benefícios. Embora tenham cruzado os braços mais de uma vez, não chegaram a parar totalmente os trabalhos, o que somente ocorreu nesta terça. Pressionada pelo sindicato da categoria, a empreiteira cedeu e ofereceu 15% de reajuste, embora, em nota oficial, tenha dito que o salário anteriormente pago era um dos melhores do país para a classe.

Com 55% de sua reforma concluída, o Beira-Rio está fechado para jogos do Internacional. O estádio deve voltar a sediar partidas do Colorado apenas em setembro. Até lá, a casa do Inter será o Centenário, em Caxias do Sul, de propriedade do Caxias. Em 2014, o Beira-Rio receberá cinco jogos da Copa do Mundo – quatro na primeira fase e um nas oitavas de final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade