Futebol/Copa São Paulo de Futebol Júnior - ( - Atualizado )

Nos pênaltis, Cruzeiro bate o Fluminense e também avança

São José dos Campos (SP)

Primeiro colocado no Grupo U, o Cruzeiro enfrentou o Fluminense pela segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A equipe mineira saiu na frente, mas logo sofreu o empate que decretou o marcador de 1 a 1. Com a igualdade no placar, a decisão foi para os pênaltis, onde os mineiros foram melhores por 5 a 4. Na próxima fase, a equipe celeste enfrenta o Atibaia, uma das surpresas da competição.

O jogo

O jogo começou movimentado em São José dos Campos. Logo no primeiro minuto, o Fluminense já assustou o Cruzeiro, após bela jogada do lateral-esquerdo Rhonan. O time mineiro, no entanto, respondeu três minutos depois e foi mais objetivo. Após cruzamento do meia Antônio Carlos, Eurico desviou de cabeça para fazer o primeiro da equipe celeste.

A resposta do tricolor carioca não demorou muito. Aos oito, o atacante Zé Lucas aproveitou o cruzamento da esquerda, do meia Fernando, dividiu com o goleiro Charles e empatou a partida. Após o empate, o Fluminense continuou melhor na partida. Aos 19, depois de mais um cruzamento da esquerda, Zé Lucas cabeceou livre, mas o zagueiro Tiago apareceu na hora certa e tirou a bola em cima da linha.

Depois de tentar iniciar uma pressão e não aproveitar as oportunidades, o Fluminense viu o Cruzeiro equilibrar a partida e voltar a estar presente no ataque. Aos 33, após cruzamento do meia Bruno, o atacante Rodrigo Dias se esticou, mas não conseguiu completar para o fundo do gol.

A conversa no intervalo fez mais efeito na equipe mineira, que voltou melhor para a segunda etapa. Aos seis minutos, Linneeker avançou pela esquerda, cruzou para a área, o atacante Pedro Paulo completou e a bola explodiu no travessão. Aos 13, a equipe celeste chegou bem novamente. Daniel cobrou falta, a bola desviou na barreira e quase enganou o goleiro Marcos.

Mas a principal oportunidade de gol foi carioca. Aos 30 minutos, Biro Biro invadiu a área pela esquerda e foi derrubado pelo zagueiro Thiago. Na cobrança, no entanto, o atacante escorregou na hora do chute e jogou por cima do gol.

Mesmo com o erro, o Fluminense não desistiu e aos 43 marcou o segundo gol, que foi anulado pela arbitragem. O meia William arriscou de fora da área e a bola entrou direto. Na trajetória, no entanto, o lateral Igor Nogueira, que estava adiantado, atrapalhou a visão do goleiro, interferindo no lance.

Com o empate em 1 a 1, a decisão foi para os pênaltis. O atacante carioca Biro Biro, que já havia perdido um pênalti no tempo regulamentar, errou novamente a cobrança. O time mineiro manteve o 100% de aproveitamento e garantiu a vaga nas oitavas de final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade