Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Titulares do Timão aprovam estreia e ganham nota seis do chefe

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Os titulares do Corinthians, que voltaram de férias mais tarde do que os companheiros, aprovaram sua atuação na vitória sobre o Mogi Mirim. Se a forma ainda não é a ideal, a qualidade superior dos campeões mundiais ficou clara no Pacaembu.

“É bacana você começar o ano da maneira que terminou o anterior. É lógico que todos perceberam a falta de ritmo, a parte física não está da maneira que estava no fim do ano passado, mas, para início, está de bom tamanho. Valeu pela movimentação e pelo resultado, que é importante”, afirmou Emerson.

Tite concordou. De acordo com o treinador, a atuação da equipe – que só tinha duas mudanças em relação à que bateu o Chelsea, o goleiro Danilo Fernandes e o zagueiro Gil nas vagas dos contundidos Cássio e Chicão – foi dentro do que ele havia imaginado.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Jorge Henrique fez o gol do empate e conseguiu o pênalti que definiu a virada no estádio do Pacaembu
“Foi nota seis. Eu não imaginava mais do que isso, mas não queria menos também. A equipe saiu atrás, manteve o equilíbrio, com alguns senõezinhos de ficar reclamando da arbitragem. São etapas que você vai construindo. Não imaginava uma grande exibição, você não retoma tudo de uma hora para outra”, comentou o gaúcho.

Ele valorizou especialmente o desempenho por causa do comportamento defensivo do Mogi. O time do interior já começou atrás e, abusando das faltas, fechou-se ainda mais após o gol de Henrique, logo aos nove minutos do primeiro tempo.

“Foi melhor ainda por ter saído atrás, ter tido essa pressão do resultado. O adversário se fechou, eles minavam a jogada, não deixavam a jogada ser construída. Mas foi bom, nota seis, está de bom tamanho”, aprovou o comandante.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade