Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Corinthians paga 15 milhões de euros e confirma Alexandre Pato

São Paulo (SP)

Apenas três reuniões envolvendo o empresário Gilmar Veloz e as diretorias de Corinthians e Milan foram suficientes para que o Timão confirmasse, no final da tarde desta quinta-feira, a contratação do atacante Alexandre Pato, que realizou 150 partidas e marcou 63 gols com a camisa do clube italiano. Por 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 40,5 milhões), os brasileiros garantiram a compra de 100% dos direitos econômicos do jogador de 23 anos.

Pato é o primeiro reforço oficialmente garantido pelo Corinthians após a conquista do Mundial de Clubes da Fifa, no Japão, e chega para vestir a camisa 7, até então ocupada pelo argentino Juan Martínez. Os exames médicos do jogador, com recente histórico de lesões, serão realizados na próxima semana, na capital paulista, e o contrato será assinado com duração de quatro temporadas.

Para acertar com o Timão, que tratou o atacante como um “locopositivo” em seu site oficial, Pato abriu mão do recebimento de luvas e, por esse motivo, ficará com 40% dos direitos econômicos para si mesmo. O restante será do próprio clube, que já abre a possibilidade de uma “futura venda”. A data de apresentação do novo reforço ainda não foi definida pela diretoria da equipe que fez a maior contratação da história do futebol brasileiro nesta quarta-feira.

Divulgação/Corinthians
Aos 23 anos, Pato foi 'diagnosticado' como reforço do Corinthians na tarde desta quinta-feira

Revelação das categorias de base do Inter, onde teve ascensão meteórica na reta final do Campeonato Brasileiro de 2006, Pato foi titular da equipe gaúcha na vitória sobre o Barcelona e no título do Mundial daquele ano. Em agosto de 2007, acabou negociado com o Milan pela multa rescisória, então estipulada em 24 milhões de euros. Menor de idade, não pôde entrar em campo de imediato, tendo estreado em janeiro de 2008, na vitória por 5 a 2 sobre o Napoli, da Itália, com direito a marcar o último gol da equipe rossonera.

A primeira lesão de Pato ocorreu logo em fevereiro, quando torceu o tornozelo direito jogando pelo Milan e foi até cortado da Seleção Brasileira. A partir da temporada seguinte, o jogador passaria a sofrer com constantes lesões musculares, sendo a última datada de novembro de 2012. Ao todo, o atacante passou mais de uma temporada sem jogar, tendo realizado 150 jogos e marcado 63 gols pelo Milan, além das conquistas do Campeonato Italiano e da Supercopa da Itália em 2011. Na Seleção Brasileira, foram 22 partidas e nove gols.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade