Futebol - ( )

Emerson no meio pode ser solução para ter Pato e Guerrero no time

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O Corinthians dificilmente atuará com Alexandre Pato na direita, Emerson na esquerda e Guerrero na área. Para os três estarem juntos em campo, indicou Tite, o Sheik teria de jogar como uma espécie de meia, nas costas dos volantes, como ele fez na decisão do Mundial.

O treinador vê Pato como um segundo atacante, alguém que pode atuar aberto pela direita, mas sem grandes responsabilidades defensivas. Por isso, quem atuar na esquerda nessa formação não poderá ser alguém como Emerson, outro atleta de pequena aptidão/disposição defensiva.

No 4-2-3-1 do qual Tite não pretende abrir mão, com esses três jogadores em campo, provavelmente sobraria para Douglas e Danilo, que se revezaram no Mundial. O desenho tático teria Pato na direita, Sheik no meio e Danilo na esquerda, com Guerrero na frente.

Outra alternativa é Pato no comando de ataque, o que custaria a vaga do artilheiro do Mundial. Assim, ficaria aberta a possibilidade de Douglas, Jorge ou Renato Augusto se juntar a Danilo e Emerson na linha de armação das jogadas alvinegras.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Dos jogadores de frente do Timão, Danilo é aquele que tem a posição entre os titulares mais segura
São várias as possibilidades para Tite, feliz com a “qualificação do elenco”, expressão repetida por ele várias vezes desde o início da pré-temporada. O treinador também não fugiu de seu padrão ao dizer que “o campo vai determinar” a formação ideal.

Por enquanto, sem os melhores atletas do elenco à disposição, o Timão vai de Zizao.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade