Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Emerson repete mudança do Mundial e tem forma elogiada

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Como fez na decisão do Mundial, contra o Chelsea, Tite viu Danilo cercado no meio de campo na partida contra o Mogi Mirim e o posicionou aberto pela esquerda. Com maior mobilidade para se livrar do cabeça de área Val, Emerson passou a atuar na faixa central e fez o que dele se esperava.

“Quando há uma marcação mais rígida no meio, uso um jogador mais móvel, que faz a flutuação”, explicou o treinador, que gosta também da capacidade de Danilo de prender a bola no ataque quando a recebe perto da linha lateral.

Foi possível para o Sheik vencer com certa facilidade a marcação por conta de sua boa forma. Questionado sobre o jogador que se destacou pela condição física nos trabalhos de pré-temporada, Tite não demorou a apontar o herói da última Copa Libertadores.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Emerson conseguiu colocar a bola entre as pernas de um adversário pela primeira vez no ano
“O Emerson. Você vê essa forma na condução de bola, na transição para o ataque. Alguns atletas vieram em um nível bom das férias, não quero cometer nenhuma injustiça aqui, mas o caso do Emerson foi bem evidente”, elogiou o gaúcho.

No Mundial, o camisa 11 não estava tão bem. Ele havia voltado havia pouco tempo de uma lesão no joelho direito que afetou a sua mobilidade no Japão. Quando voltou ao trabalho, o jogador disse ainda estar com limitações por conta do estiramento no ligamento colateral medial.

Contra o Mogi, Emerson pareceu o Sheik de sempre, com direito ao exagero na fome em algumas jogadas. “É importante exaltar os grandes profissionais que deixaram o time inteiro para jogar hoje (quarta). A preparação foi bem feita”, disse o atleta.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade