Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Ex-companheiros de Paulista de Jundiaí se reencontram no Corinthians

Helder Júnior São Paulo (SP)

A pré-temporada do Corinthians ainda está esvaziada. Por enquanto, só retornaram das férias aqueles jogadores raramente utilizados pelo técnico Tite, os que estavam emprestados a outros clubes e alguns jovens oriundos das categorias de base. Dois atletas, no entanto, mostraram-se bastante animados ao se reencontrarem no CT Joaquim Grava.

Revelados pelo Paulista de Jundiaí, o lateral direito Weldinho e o volante Nenê Bonilha não se desgrudaram no treinamento da manhã deste sábado. Correram juntos durante a atividade física enquanto trocavam palavras, sorrisos e até cumprimentos no gramado do CT.

Weldinho e Nenê Bonilha foram contratados pelo Corinthians em 2011 para adquirir experiência como reservas da lateral direita e da contenção no meio-campo, setores carentes no elenco na época. O primeiro deixou Jundiaí em abril, e o segundo se transferiu um mês antes.

No Corinthians, contudo, nenhuma das duas revelações do Paulista vingou. Enquanto Weldinho (que chegou a pedir para ser chamado de Welder – e não foi atendido por boa parte do elenco) perdeu espaço com a chegada de Guilherme Andrade e acabou fora do Mundial de Clubes, Nenê Bonilha teve ainda menos oportunidades. Foi emprestado a Catanduvense e Avaí, de onde retornou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Weldinho e Nenê Bonilha começaram juntos no Paulista de Jundiaí e ainda não fizeram sucesso no Corinthians
Por coincidência, o primeiro adversário do Corinthians em 2013 será bem conhecido de Welder e Nenê: o Paulista de Jundiaí, no domingo de 20 janeiro, no Estádio Jayme Cintra. A dupla tem expectativa de entrar em campo na antiga casa, já que o técnico Tite preservará seus principais jogadores no início da temporada.

Apesar da descontração nos primeiros treinos do ano e da coincidência na estreia do Campeonato Paulista, Welder e Nenê Bonilha ainda tem futuro incerto no Corinthians, propenso a emprestar seus atletas menos aproveitados. Os contratos de ambos possuem longa duração. O lateral direito firmou um vínculo válido até 30 de junho de 2015, enquanto o compromisso do volante irá se encerrar em 31 de dezembro de 2014.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade