Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Gil realiza sonho antigo e chega ao Corinthians "para aprender"

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Com a confirmação de sua ausência na primeira rodada do Campeonato Paulista, que será disputada no próximo domingo, o zagueiro Gil foi apresentado ao Corinthians nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava. Depois de treinar em campo encharcado, o último reforço do Timão na janela de transferências de 2013 vestiu a camisa de jogo e posou para as primeiras fotos como “mais um louco do bando”.

Jogar no Timão era sonho antigo deste zagueiro de 25 anos, revelado nas categorias de base do Americano de Campos e com passagens por Atlético-GO, Cruzeiro e Valenciennes, da França. Atendendo a pedidos do técnico Tite, o Corinthians procurou o zagueiro em janeiro de 2011, pouco após sua chegada ao clube francês, que recusou a negociação. O interesse se manteve, mas só foi concretizado na última semana.

“Estou muito feliz de ter dado tudo certo e agora estar fazendo parte desse grupo. Tenho muita vontade de dar certo no Corinthians, mas primeiramente é chegar com calma e fazer o trabalho com os companheiros. Porque o mais importante para mim é estar no grupo, trabalhando, para ajudar e aprender com eles também. Confiança para jogar vai acontecer aos poucos”, discursou Gil, sem intimidar os titulares Paulo André e Chicão e nem os reservas Felipe, Wallace e Antônio Carlos.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Gil custou 3,5 milhões de euros aos cofres corintianos e vinha jogando normalmente no Campeonato Francês
No treinamento coletivo desta quarta-feira, Gil esteve no terceiro time, que enfrentou os reservas do Corinthians e prováveis estreantes do próximo domingo. Confiante pela chegada ao novo clube, o zagueiro não pensa em sucesso imediato, mas em mostrar serviço a longo prazo ao técnico Tite e só então cavar seu espaço. A felicidade por enquanto é somente de estar no clube onde já sonhava jogar.

“Foi muito difícil a negociação, porque quando surgiu a oportunidade ela seria muito boa para mim. O Corinthians é mundialmente conhecido hoje, então acho que foi o momento certo. Agora vamos trabalhar para as coisas correrem corretamente. Tinha outras propostas, mas conversei com meu empresário e sempre mantive a palavra para jogar no Corinthians”, afirmou o zagueiro, confirmando o que havia dito em novembro de 2011 à GE.Net: ele realmente “tem uma coisa” com o Timão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade