Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Reservas do Timão perdem para a Ponte em pênalti no finalzinho

São Paulo (SP)

Tite pediu que o Corinthians mantivesse o padrão apresentado no empate com o Paulista, um jogo fraquíssimo. Ainda com reservas, enquanto os titulares fazem pré-temporada, a equipe obedeceu, repetiu o futebol ruim e foi derrotada por 1 a 0 pela Ponte Preta, em um pênalti que gerou muita reclamação no fim do jogo.

Luiz Vanderlei Martinucho viu infração no contato de Felipe com Cicinho. Apesar das reclamações dos donos da casa no Pacaembu, William bateu, aos 43 minutos do segundo tempo, e definiu a primeira vitória da Macaca no Paulistão.

O Timão, estacionado na marca de um ponto, segue à espera dos titulares, que ficarão fora de ao menos mais duas rodadas. O campeão mundial tem a próxima chance de vencer no próximo domingo, contra o Mirassol, no interior de São Paulo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Romarinho tenta escapar da marcação do zagueiro pontepretano Cleber em mais uma jornada apagada
O jogo
Com Guilherme na função de meia – executada pelo limitado Nenê Bonilha na estreia –, melhorou a qualidade no passe. Mesmo assim, com o meio de campo congestionado por jogadores da Ponte Preta, ficou difícil a criação de lances mais agudos.

Foi a Macaca, justamente em momentos nos quais o rival se enrolava com a bola, que chegou de maneira perigosa primeira. Com a faixa de capitão, Edenílson se atrapalhou e obrigou Danilo Fernandes a trabalhar em chute de fora da área do ex-corintiano Chiquinho.

Mais tarde, um lançamento deixou Chiquinho na cara de Danilo Fernandes. O lance lembrou muito o duelo Diego Souza x Cássio – até pelo uniforme da Ponte, semelhante ao do Vasco – e, mais uma vez, não acabou em gol. Danilo fechou o ângulo do atacante, que tentou driblá-lo e se atrapalhou.

Os momentos que levaram ao intervalo foram de muita briga no meio-campo e pouca criação, mas houve um lance de maior perigo quando Zizao recebeu um passe longo. O chinês, que se movimentou melhor do que havia feito no fim de semana, ajeitou para um chute ruim de Guilherme.

A etapa final começou com uma chance clara para a Macaca, em falha da defesa corintiana – que teve em Gil um mau estreante. Uendel bateu livre, na risca da pequena área, mas o arremate com a bola no alto não acertou o gol de Danilo Fernandes.

Após o susto, o Timão cresceu. Se não subiu consideravelmente a qualidade técnica, subiram as linhas de defesa e de meio-campo. Com a equipe no campo de ataque, surgiram jogadas como uma na qual Giovanni bateu forte e Cleber quase marcou contra. No rebote, Zizao abusou da generosidade e perdeu a chance.

Para buscar a primeira vitória no Paulista, Tite acionou Nenê Bonilha e o ótimo garoto Léo. Zizao saiu sob muitos aplausos, aos 25 minutos, acompanhado por Giovanni, mas as substituições não deram resultado.

William perdeu chance na cara de Danilo Fernandes, minutos antes de Martinucho apontar o pênalti decisivo. Aos 43 minutos, o centroavante bateu forte e frustrou os quase 20 mil corintianos que compareceram na sessão da tarde no Pacaembu.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Luiz Fernando Martinucho é cercado pelos jogadores do Corinthians após o apito final no Pacaembu

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade