Futebol/Copa São Paulo de Futebol Júnior - ( - Atualizado )

Timãozinho sofre com o seu próprio goleiro e só empata com o XV

Araras (SP)

A estreia do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior mostrou que o técnico Rodrigo Leitão terá muito trabalho neste ano. O goleiro Caique França complicou a vida do Timãozinho diante do XV de Piracicaba e influenciou negativamente no resultado deste domingo. Beneficiado pela insegurança do arqueiro, o clube do interior do Estado empatou por 2 a 2 no Hermínio Ometto, em Araras, e saiu de campo com um precioso ponto.

O primeiro gol do XV de Piracicaba saiu aos três minutos, após erro de Caique França na hora de espalmar a bola. O Corinthians empatou com Leandro, aos 24, mas sofreu um novo revés no início do segundo tempo. O camisa 1 do Timãozinho saiu em falso e permitiu a cabeçada de Gustavo. A nova igualdade veio aos 10, com gol irregular de Léo.

A próxima partida do Corinthians será nesta quarta-feira, contra o Americano-MA. O XV de Piracicaba também jogará no mesmo dia com o União São João. O clube de Araras se tornou o líder do Grupo G da Copinha ao bater os maranhenses por 3 a 1, neste domingo, no mesmo estádio Hermínio Ometto.

Gazeta Press
Goleiro Caique França foi o destaque negativo da estreia do atual campeão da Copinha (crédito: Célio Messias/Gazeta Press)
O jogo - O favoritismo era todo do Corinthians, mas a primeira grande emoção da partida foi do XV de Piracicaba. A equipe do interior começou melhor em campo e aproveitou a desatenção adversária para balançar as redes com apenas três minutos de jogo. Após cruzamento da esquerda, o goleiro Caique França falhou ao espalmar para frente e foi encoberto pela cabeçada do meia Nikolas.

A vantagem era tudo que o time do interior de São Paulo precisava para administrar a partida. Mesmo com as dificuldades de tocar a bola com a grama alta do estádio Hermínio Ometto, o XV continuava superior e quase ampliou aos seis minutos. O atacante Celinho recebeu no meio da zaga e chutou por cima do gol de Caique França.

Se a defesa corintiana não se encaixava em Araras, o ataque comandado por Leandro e Paulinho mostrou o seu cartão de visitas na Copinha. Entrosados no setor ofensivo do Timãozinho, os jogadores iniciaram a reação aos 24 minutos. Ao notar o cruzamento de Ayrton vindo da esquerda, o artilheiro Leandro se desvencilhou da marcação e cabeceou sem chances de defesa para o goleiro Ramon.

Paulinho também teve a oportunidade de virar o jogo com um chute cruzado, aos 38 minutos. Desta vez, porém, Ramon se esticou todo e praticou grande defesa. O saldo negativo para o Corinthians ficou por conta da lesão sentida por Ivan. O zagueiro sofreu uma fisgada no músculo adutor da coxa e dificilmente voltará a jogar a edição deste ano da Copinha.

Assim como no primeiro tempo, a volta do intervalo foi eletrizante. Logo aos três minutos de jogo, o meia Nikolas bateu escanteio da esquerda e Gustavo contou com a ajuda do goleiro Caique França para anotar o segundo do XV de Piracicaba. O arqueiro errou o tempo da bola e deixou fácil para o zagueiro adversário concluir de cabeça.

O novo revés na partida não abateu os atacantes do Corinthians. Aos dez minutos da etapa complementar, Léo recebeu bom passe dentro da área e aplicou belo drible antes de chutar no canto de Ramon. Mesmo em posição irregular, o jogador teve o seu gol validado pela arbitragem e ainda furou a rede com o tiro colocado.

O único empecilho encontrado pelo Timãozinho era o seu próprio goleiro. Caique França não estava em um bom dia e quase sofreu o terceiro aos 13 minutos. Após cruzamento fácil para a área, o arqueiro espalmou fraco para trás e foi salvo pela cobertura precisa da zaga alvinegra. Já aos 24, Leandro girou por cima da marcação do XV e quase bateu Ramon com uma bomba à esquerda do gol.

Antes de o árbitro apontar o término da partida, o Corinthians perdeu o zagueiro Rafael para uma nova lesão. Sem jogadores da posição no banco, o técnico Rodrigo Leitão precisou improvisar Paulo César no setor. O XV também teve o seu rendimento prejudicado pelas constantes câimbras de seus atletas e só não marcou o terceiro no último lance da partida porque o goleiro Caique França caiu bem para defender.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade