Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Zizao se destaca, mas Corinthians cede empate ao Paulista na estreia

Jundiaí (SP)

Chen Zizao finalmente mostrou a que veio. Neste domingo, dia em que fez a sua primeira partida como titular quase um ano após chegar ao Corinthians, o chinês se destacou no empate por 1 a 1 com o Paulista, em Jundiaí. Ele protagonizou grande jogada ao dar assistência para Giovanni marcar o primeiro gol da partida. João Henrique igualou para o time da casa.

Para os torcedores que foram ao Estádio Jayme Cintra nesta tarde, o garoto-propaganda Zizao provou ser “melhor do que Messi” – conforme a inscrição de um dos cartazes levados às arquibancadas para saudar o chinês. Assim como outros atletas considerados reservas, o atacante asiático só teve a chance de atuar na estreia no Campeonato Paulista porque os titulares do time campeão mundial voltaram de férias mais tarde.

Com um ponto na tabela, o técnico Tite fica um pouco menos tranquilo para preservar jogadores por mais algumas rodadas e aprimorar a preparação para o início da Copa Libertadores da América. Pelo Estadual, o próximo adversário corintiano será a Ponte Preta, na tarde de quarta-feira, no Pacaembu. Já o Paulista visitará o XV de Piracicaba no dia seguinte, no Barão de Serra Negra.

Divulgação/Agência Corinthians
Zizao mostrou habilidade para se desvencilhar da marcação do Paulista (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)
O jogo – Um dos jogadores que mais contam com a confiança de Tite no time que foi a campo, o atacante Romarinho se encarregou de conduzir o Corinthians nos primeiros minutos de partida contra o Paulista. Ele abusou do individualismo e não fez o suficiente para resolver tudo sozinho.

Parte da torcida do Corinthians estava mais interessada no desempenho de outro atacante. Atuando pela primeira vez como titular, Zizao era ovacionado a cada vez que se aproximava da linha de fundo para cobrar escanteios. O chinês ainda mostrava ousadia para pedalar diante de seus adversários, mas não chegava a ser incisivo.

Completando o setor ofensivo do Corinthians, o jovem Giovanni até levantou o público com dois chutes de fora da área, que não passaram muito perto da meta. Já Nenê Bonilha, revelado pelo Paulista e alçado aos titulares por causa da iminente saída de Elton, estava preocupado em mostrar serviço a todo custo: corria muito, arriscava dribles de feito – como um elástico – e brigava com os seus marcadores. Mas ele também era pouco produtivo.

Com o passar do tempo, a disposição dos homens de frente do Corinthians diminuiu. O Paulista aproveitou para começar a chegar ao ataque, mas sem incomodar o goleiro Julio Cesar. No final da primeira etapa, duas jogadas aéreas do time da casa enfim assustaram os visitantes (em uma delas, a bola parou dentro do gol) – mas o árbitro Marcelo Aparecido invalidou ambas por impedimento.

O jogo ficou um pouco mais movimentado no segundo tempo. Logo aos cinco minutos, Weldinho soltou o pé de longa distância e obrigou o goleiro Richard a fazer boa defesa. Aos 13, não houve como parar Zizao. O chinês deixou um marcador no chão, foi à linha de fundo pela esquerda, pedalou e rolou a bola para trás. Giovanni apareceu para abrir o placar.

Em vantagem no placar, o Corinthians recuou e passou a trocar passes, valorizando demasiadamente a posse de bola. O Paulista parecia não ter forças para reagir. Até que, aos 33, Lázaro colocou a bola na rede – em posição irregular. No minuto seguinte, porém, João Henrique (que havia substituído Marcelo Macedo) foi lançado, passou pro Julio Cesar e concluiu quase sem ângulo para empatar.

O Corinthians ainda tentou buscar a vitória nos 15 minutos que restaram para o fim da partida. Tite apostou no jovem Leonardo e no volante Willian Arão nas vagas de Nenê Bonilha e Giovanni, porém a sua equipe não fez o bastante para ir além do empate na primeira grande atuação de Zizao.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade