Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Dono da Genii nega intenção de vender equipe Lotus

Milão (Itália)

A possibilidade da Genii, consultoria financeira, colocar a equipe Lotus de Fórmula 1 à venda foi descartada pelo seu dono, o luxemburguês Gerard Lopez. O empresário europeu chegou a conversar com possíveis investidores durante a temporada passada, mas decidiu manter o controle do time após o sucesso de 2012.

De propriedade da Genii desde o fim de 2009, a Lotus teve grandes momentos no último Mundial da Fórmula 1, principalmente com o finlandês Kimi Raikkonen. O piloto europeu foi o mais consistente do ano, conquistou o Grande Prêmio de Abu Dhabi e ficou com a terceira posição da classificação geral da temporada.

“Quando compramos o time, tínhamos 75% das ações e depois passamos para 100%. Mas como sempre disse, se há investidores que querem entrar com algumas ações, estamos prontos. Eu nunca quis vender o time porque para mim, para a Genii, a Fórmula 1 é uma grande plataforma de desenvolvimento de negócios”, disse Lopez ao jornal italiano Gazzetta dello Sport

O sucesso de 2012 fez com que a Lotus chamasse a atenção de novos patrocinadores. Ao fim do Mundial, o time anunciou um acordo com a Coca Cola para promover o energético Burn na categoria e concorrer com a Red Bull, marca de bebidas estimulantes que batiza a escuderia tricampeã do Mundial de Construtoras.

“Nós estamos perto dos times de elite. Somos financiados por Microsoft, Unilever e Coca Cola. Isso demonstra o valor com que somos reconhecidos”, avaliou o empresário.

AFP
O finlandês Kimi Raikkonen levou a Lotus à vitória no Grande Prêmio de Abu Dhabi de F-1

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade