Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Ecclestone rejeita GP na Áustria e projeta Mundial com 19 etapas

Viena (Áustria)

A temporada de 2013 da Fórmula 1 deve ter apenas 19 etapas, uma a menos do que o desejado pela chefe comercial da categoria, Bernie Ecclestone. Em entrevista ao jornal Krone Zeitung, da Áustria, o dirigente negou que o país tenha condições de receber um Grande Prêmio, o que fará o Mundial contar com 19 provas.

A Áustria era candidata a receber o Grande Prêmio da Europa no dia 21 de julho, após Valência desistir de sediar a prova por conta da forte crise econômica, mas a falta de hotéis na região do circuito de Spielberg, no sul do país, fez com que a proposta fosse negada por Ecclestone.

“O dia 21 de julho ficará livre. São poucos hotéis e este é o problema. A pista é perfeita, mas infelizmente não há quartos suficientes na região”, disse o dirigente britânico ao jornal austríaco, descartando também a possibilidade do circuito de Castelet, na França, receber a corrida. “No momento, a prova não será feita”.

Os problemas no calendário do Mundial de Fórmula 1 de 2013 surgiram com o cancelamento do Grande Prêmio dos Estados Unidos, na região de Nova Jersey. A prova de rua, que estrearia na categoria, teve que ser adiada em um ano e deve ser realizada apenas em 2014.

Com o cancelamento da prova nos Estados Unidos e a falta de local adequado para o GP da Europa, o Mundial de Fórmula 1 deve voltar a ter 19 etapas, como em 2010 e 2011. A temporada de 2012 teve 20 corridas.

AFP
Bernie Ecclestone já começa a aceitar Mundial de 2013 com apenas 19 corridas

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade