Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Novo regulamento prejudicou Red Bull no início de 2012, diz Horner

Londres (Inglaterra)

Apesar da conquista do tricampeonato entre pilotos e construtores da Fórmula 1, a Red Bull passou por dificuldades em 2012. No início do ano, a escuderia australiana não conseguiu repetir o desempenho da temporada anterior e quase foi deixada para trás pelos principais concorrentes ao título. Para Christian Horner, chefe da equipe, a fase ruim foi fruto da mudança de regulamento que limitou o uso aerodinâmico dos gases do escapamento.

“A mudança teve um grande impacto em nosso carro porque o efeito do escape, que era mais avançado que o dos outros times, foi reduzido drasticamente. Levou um tempo para entendermos isso e, junto com um pneu diferente, levou um tempo para Adrian (Newey, projetista da Red Bull) e sua equipe contornarem esse problema”, afirma Horner, em entrevista ao site da revista inglesa Autosport.

AFP
Horner lamenta má adaptação da Red Bull no início de 2012, mas elogia recuperação da equipe na sequência
A recuperação na segunda metade do campeonato é considerada o grande trunfo da Red Bull na conquista do tricampeonato de Vettel e entre as equipes. Horner, porém, lembra que a escuderia jamais deixou de somar pontos nas primeiras etapas do ano.

“Mesmo quando não estávamos vencendo, conseguimos assegurar pontos importantes. Deveríamos ter vencido em Valência, que provavelmente foi nossa principal frustração do ano (Vettel liderava e abandonou com problema mecânico”. Não só pelos 25 pontos que somaríamos com a vitória, mas também porque eles foram parar na mão de Alonso”, lamenta. “Houveram alguns desafios, mas conseguimos melhorar o desempeno do carro no terço final do campeonato. Isso foi crucial”, completa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade