Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Para Hulkenberg, Sauber não será prejudicada por reformulação

Hinwill (Suíça)

A ida de Sergio Perez para a McLaren e a saída de Kamui Kobayashi levaram a Sauber a contar com uma dupla totalmente nova em 2013. Para Nico Hulkenberg, cara nova nos boxes da equipe, a reformulação não irá prejudicar a Sauber nas pistas. Além do alemão, a equipe terá em seu time principal o mexicano Esteban Gutiérrez, seu piloto de testes entre 2010 e 2012.

“Não vejo desvantagem nenhuma, para ser honesto. Realmente sou novo na equipe, mas não sou novo na Fórmula 1. Já Esteban ganhou experiência como piloto de testes da própria Sauber, então não há nenhuma novidade para ele. Então eu diria que não há desvantagem, mas sim uma chance de evoluir”, afirma Hulkenberg, em entrevista ao site oficial da categoria.

AFP
Hulkenberg ainda se adapta ao dia-a-dia na Sauber: equipe terá dois novos pilotos na temporada
A Sauber é a terceira equipe de Hulkenberg em seu quarto ano na Fórmula 1. Campeão da GP2 em 2009, foi contratado pela Williams no ano seguinte, mas não correspondeu às expectativas e acabou dispensado, indo para a Force Índia. Em suas primeiras semanas na nova equipe, Hulkenberg ainda passa por um processo de adaptação.

“Nem sempre foi uma decisão minha, exceto pela vinda à Sauber. No fim de 2010, fui forçado a mudar de time. Há pessoas novas com quem você tem que conviver, diferenças nos detalhes com que você tem que se acostumar. Estou em nova fase de aprendizado. É uma experiência que toma um tempo, mas é muito valiosa e será recompensada durante a temporada”, diz. “O mais difícil é lembrar todos os nomes. No restante, não há dificuldades”, brinca.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade