Futebol/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Arbeloa pede para torcida apoiar o Real Madrid mesmo sem Casillas

Madri (Espanha)

O goleiro Iker Casillas não tem o seu retorno à meta do Real Madrid confirmada por José Mourinho. Com a possibilidade de ir para o banco de reservas pela segunda vez consecutiva no Campeonato Espanhol, o ídolo merengue mobilizou a torcida e até os próprios jogadores de seu clube. Para o defensor Álvaro Arbeloa, os torcedores precisarão apoiar o time mesmo com o arqueiro entre os suplentes.

“Creio que a única forma para o Real Madrid reagir é o Santiago Bernabéu apoiar a equipe com ou sem o Casillas. Todos precisam saber que são torcedores do Real Madrid e não do Casillas. É normal que eles o apoiem e isso é admirável. Mas é importante que a torcida esteja com a equipe acima de tudo. Isso é o mais importante”, comentou Arbeloa.

AFP
O defensor Arbeloa pediu para a torcida esquecer a polêmica envolvendo Casillas no Real Madrid
A necessidade de o clube trazer os torcedores de volta diz respeito à fase ruim enfrentada no Nacional. O time está a 16 pontos do líder Barcelona e ocupa a terceira colocação na tabela de classificação. A irregularidade no torneio fez com que as rixas internas de jogadores com o técnico José Mourinho ficassem evidentes para a torcida. A própria ida de Casillas para a reserva teria sido uma punição imposta pelo comandante ao arqueiro.

Apesar de as polêmicas terem influenciado no rendimento da equipe dentro de campo, Arbeloa garantiu que estes episódios não fazem parte das conversas dos atletas no dia a dia do clube. “Não comentamos sobre estes casos. Teríamos que falar sobre o fato de 15 jogadores ficarem na reserva todos os dias. Pepe, Xabi e Cristiano Ronaldo também já passaram pelo banco e isso é normal.”

Com a esperança de iniciar a sua reação no Campeonato Espanhol já neste fim de semana, o Real Madrid irá a campo para medir forças com o Real Sociedad, às 14 horas (de Brasília) do domingo, no Santiago Bernabéu. Antes de o recesso de fim de ano ter início, o time da capital perdeu por 3 a 2 para o Málaga e precisou conviver com a insatisfação e protestos do torcedor durante todo o seu período de férias.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade