Futebol/Copa Africana de Nações - ( - Atualizado )

Burkina Faso goleia Etiópia e assume a ponta do grupo C

Nelspruit (África do Sul)

A seleção de Burkina Faso goleou a Etiópia por 4 a 0 nesta sexta-feira, no Mbombela Stadium, e assumiu o primeiro lugar do grupo C da Copa Africana de Nações. Traore (duas vezes), Koné e Pitroipa marcaram os gols de Burkina Fasso. Mesmo com a derrota, a seleção da Etiópia ainda têm chances de classificação.

Na última rodada da primeira fase, na próxima terça-feira, Burkina Fasso joga contra a Zâmbia, às 15 horas, no Estádio Mbombela . No mesmo horário, a Etiópia enfrenta a Nigéria no Estádio Royal Bafokeng.

O jogo - A partida começou bem movimentada, com as duas equipes partindo para cima. Aos três minutos do primeiro tempo, a Etiópia quase abriu o placar. Bekele recebeu a bola livre dentro da área e bateu na saída do goleiro adversário, mas acertou a trave. Antes dos dez minutos iniciais, Adane Girma sentiu dores e deixou o gramado. O atleta até tentou retornar, mas precisou ser substituído.

AFP
Traore marcou dois dos quatro gols de Burkina Fasso
Aos 20 minutos, Sanou chegou a marcar para Burkina Fasso, mas o auxiliar anulou o gol, marcando impedimento. A pressão de Burkina Fasso surtiu efeito, e, aos 33 minutos, Traore recebeu ótimo passe dentro da grande área, dominou no peito e, com a perna esquerda, mandou uma bomba, sem chances para o goleiro.

No segundo tempo, Soulama, goleiro de Burkina Fasso, recebeu o cartão vermelho após fazer uma lambança. Tentando interceptar lance de ataque da Etiópia, ele pegou a bola com as mãos da área.

Mas a inferioridade numérica não foi capaz de abalar a superioridade técnica da seleção de Burkina Fasso. Aos 27 minutos, Traore tabelou com Pitroipa, e, de fora da área, acertou mais um chute forte e indefensável para o goleiro Tadele.

Burkina Fasso ampliou a vantagem aos 33 minutos, com Koné. O jogador recebeu bom passe na área, e, desequilibrado, consegue tocar na saída de Tadele para marcar o terceiro.

Já nos acréscimos, Pitroipa recebeu bom passe em profundidade, e, frente a frente com o goleiro, só teve o trabalho de marcar o gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade