Futebol/Sul-americano sub-20 - ( - Atualizado )

Com gol de pênalti, Brasil faz 1 a 0 na Venezuela e segue vivo

San Juan (Porto Rico)

A Seleção Brasileira não jogou bem, mas conseguiu uma vitória importante, nesta quarta-feira, diante da Venezuela. Felipe Anderson marcou, de pênalti, o gol que leva a equipe brasileira à última rodada dependendo apenas de si para se classificar ao hexagonal final do Sul-americano sub-20.

A penalidade surgiu no final do primeiro tempo, em bola cruzada na área, e foi cobrada com confiança pelo meia santista, no meio do gol.

Essa foi o primeiro triunfo dos garotos de Emerson Ávila na competição realizada em solo argentino. Com os três pontos conquistados, a Seleção vai a quatro e afasta o risco de eliminação antecipada.

Na próxima sexta, a equipe encara o Peru no fechamento da primeira fase e precisa de uma vitória para garantir seguir na disputa do título. A Venezuela, que tem três pontos, joga a vida contra o Uruguai, que folgou na rodada.

AFP
Felipe Anderson teve tranquilidade para bater pênalti e deslocou o goleiro Contreras antes de chutar forte no meio

Precisando da vitória para seguir dependendo apenas de si, o Brasil começou com tudo e antes dos dez minutos de jogo chegou com perigo duas vezes seguidas. Bruno Mendes, que não alcançou a bola em um primeiro lance, acabou acertando a trave do goleiro Contreras com uma cabeçada à queima roupa.

Na sequência, porém, a Venezuela respondeu, após vacilo do arqueiro Luiz Gustavo. Após cruzamento, o jogador do Vitória hesitou em cruzamento na área e quase entregou o ouro, aos nove minutos.

Depois disso, a partida esfriou até os 45 minutos, quando, em uma bola alçada na área por Rafinha Alcântara, Lucas Cândido foi puxado por Sifontes e o árbitro Raul Orosco assinalou pênalti. Na cobrança, Felipe Anderson mostrou frieza, batendo firme no meio enquanto Contreras pulou para a direita.

Na etapa complementar, o jogo seguiu morno, mesmo com as alterações dos dois técnicos. A Venezuela foi quem assustou primeiro, aos 38 minutos, em lance confuso na área. Em escanteio de Zambrano, a bola sobrou para Hernández, que tinha tudo para empatar, mas pegou muito mal de canhota.

Melhor jogador em campo, foi dos pés de Rafinha Alcântara que saiu a única grande jogada da etapa complementar.Após chute de fora da área do meia do Barcelona, Contreras deu rebote e Doria completou em condições legais, mas a arbitragem anulou equivocadamente o segundo gol brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade