Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Leonardo nega Cristiano na atual janela e deixa Nenê livre para sair

Paris (França)

Por enquanto, Cristano Ronaldo não irá atuar no Paris Saint-Germain, o que não impede que ele defenda o clube parisiense no futuro. Foi o que garantiu o diretor esportivo da equipe francesa, Leonardo, em entrevista à edição desta quarta do L'Equipe.

“O PSG se tornou um clube em que qualquer coisa é possível. Ronaldo tem um contrato grande com o Real [Madrid] e ninguém sai de lá de uma hora para a outra. Não há nada de concreto, nenhum contato nosso com ele. Mas, quando se fala da saída de um grande jogador como ele, há quatro ou cinco clubes em que pode atuar, e o PSG é um deles”, explicou o dirigente brasileiro.

Se a chegada de Cristiano Ronaldo, no momento, é impossível, a permanência do brasileiro Nenê é incerta. De acordo com Leonardo, o destino do meia-atacante, um dos principais atletas da equipe nos últimos anos, passa pela própria vontade do jogador, especulado em equipes como Santos e Atlético-MG.

“Será ele quem vai decidir para onde vai. Se ficar, ficou. Ele conseguiu coisas bonitas aqui, mas está com 31 anos e há seis jogadores para a posição, mais jovens e com espaço para melhorar. No PSG, há competição e temos que aceitar isso”, disse.

AFP
Leonardo descartou a contratação imediata de Cristiano (foto), mas botou o clube em uma disputa futura pelo atleta
Leonardo foi mais direto somente quando relacionou a permanência do técnico Carlo Ancelotti à conquista de um título e negou qualquer chance de Lionel Messi atuar no clube ou de José Mourinho treinar a equipe em um futuro próximo.

“Não ganhar o Campeonato Francês seria um fracasso, assim como a Copa da França. (...) O Messi nunca sairá do Barcelona, e não vejo Mourinho deixando o Real [Madrid]”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade