Futebol Internacional/Copa Africana de Nações - ( )

Níger e República Democrática do Congo empatam sem gols

Porto Elizabeth (África do Sul)

República Democrática do Congo e Níger ficaram no empate sem gols em jogo da segunda rodada da Copa Africana de Nações. Com o resultado, a seleção congolesa chegou aos dois pontos e se manteve na terceira colocação do grupo B, atrás de Gana e Mali. Já o Níger, somou seu primeiro ponto na competição, e, apesar de estar na última colocação, terá chances de classificação na última rodada da primeira fase.

A partida foi disputada no Estádio Nelson Mandela Bay, onde o Brasil foi eliminado pela Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, ao ser derrotado por 2 a 1.

Níger enfrentará a seleção de Gana na próxima segunda-feira, às 15 horas, no Estádio Nelson Mandela Bay. No mesmo horário, a República Democrática do Congo jogará contra o Mali, no Estádio Moses Mabhida.

AFP
Congo e Níger não saíram do zero em jogo com poucas oportunidades de gol
O jogo - No começo da partida, o time do Níger se aproveitou de um erro da defesa congolesa e desperdiçou uma grande chance de abrir o placar. O atacante Sidibé deu um leve toque na saída do goleiro Kidiaba, mas a bola tocou caprichosamente na trave e foi afastada pela zaga do Congo.

Aos 13 minutos do primeiro tempo, a maior qualidade técnica do time da República Democrática do Congo quase se transformou em gol. O centroavante Mbokami recebeu cruzamento na área, e livre de marcação, chutou no canto do goleiro Daouda, que fez grande defesa.

Não fosse a presença do goleiro do Níger, o primeiro tempo teria acabado com o marcador aberto a favor da República Democrática do Congo. Aos 42 minutos, Daouda fez mais uma grande defesa, novamente em uma chance de Mbokami, que, dentro da pequena área, viu o gol ser diminuído pela saída providencial do goleiro.

O Níger voltou melhor para o segundo tempo, e começou a assustar o goleiro Kidiaba. Aos 15 minutos, a bola foi alçada na área, e o capitão da seleção nigerina, Maazou, cabeceou para o gol, obrigando Kidiaba a fazer boa defesa. Depois disso, nenhuma das equipes conseguiu criar chances claras de gol ou impor seu ritmo de jogo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade