Futebol/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Real nega pesquisa de opinião sobre técnico e deverá punir Coentrão

Madri (Espanha)

As incertezas do Real Madrid não se limitam apenas ao desejo de Cristiano Ronaldo em deixar o Santiago Bernabéu na próxima temporada. O time também se movimenta nos bastidores para amenizar a possível saída de José Mourinho neste ano. Através de um comunicado em seu site oficial, o clube negou a existência de uma pesquisa de opinião para saber se a torcida deseja ver o técnico português fora da equipe.

Ao contrário do que a imprensa espanhola publicou nesta quinta-feira, o Real Madrid disse que jamais contratou nenhuma empresa para perguntar aos torcedores ou até mesmo aos seus sócios sobre a saída de José Mourinho. O comandante não é visto com bons olhos desde que deixou o goleiro Iker Casillas no banco de reservas e sofre com os seguidos desentendimentos dentro do elenco.

A última polêmica envolvendo atletas foi protagoniza pelo luso-brasileiro Pepe. O zagueiro chegou a dizer que jogadores portugueses se sentiam perseguidos na Espanha e se queixou da forma como o Barcelona tem os seus problemas abordados pela imprensa do país. As críticas do defensor geraram comentários de diversas personalidades ligadas ao esporte e parecem ter afetado o lateral esquerdo Fábio Coentrão.

AFP
José Mourinho e Fábio Coentrão são dois portugueses que podem estar com os dias contados no Real Madrid
O jogador não se apresentou aos treinamentos em primeiro de janeiro e corre o risco de ser punido pela diretoria do Real Madrid. De acordo com o jornal Marca, o próprio José Mourinho solicitou aos dirigentes um gancho severo para coibir este tipo de comportamento. Como ainda se encontra lesionado, o atleta não vem aparecendo na campanha merengue nesta temporada e tem tudo para deixar o clube após o encerramento do Campeonato Espanhol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade