Futebol/Mercado - ( )

Barcos assume responsabilidade por permanência e pede confiança

São Paulo (SP)

O atacante Hernán Barcos assumiu ele próprio a promessa de que irá permanecer no Palmeiras até o final de 2013. Neste sábado, por meio de sua conta pessoal no Twitter, o jogador pediu aos torcedores que confiem no que ele diz e descartem as especulações de que seu irmão e empresário, David, irá levá-lo para outro clube.

“Gente, acreditem no que falo. E eu falei que vou ficar porque amo (o Palmeiras). A única forma de ir embora é com uma proposta irrecusável para o Palmeiras. Estamos juntos”, escreveu.

Mais tarde, Barcos foi abordado na rede social por um torcedor que afirmava acreditar no jogador, mas desconfiar das intenções de David. O atacante foi direto em sua resposta. “Fica tranquilo”, pediu.

No dia 28 de novembro, dez dias depois da confirmação do rebaixamento do Palmeiras à Série B, Barcos já havia afirmado seu desejo de continuar atuando no clube paulistano. “O amor e o carinho que tenho hoje pelo Palmeiras não troco por nenhum clube. Tenho o sonho de jogar a Copa do Mundo e esta é a minha vontade, mas a única forma de eu sair é o Palmeiras receber uma proposta irrecusável. Vou ficar no Palmeiras por amor e por gosta tanto do clube. Estamos juntos e 2013 é nosso. Eu acredito”, disse na época.

No entanto, na última quarta-feira, David afirmou que o atacante defenderia o clube só durante o primeiro semestre deste ano, para não jogar a segunda divisão no final da temporada. “A ideia é não ter Barcos jogando a Série B com o Palmeiras. Ele está na seleção argentina e está à procura de um lugar para permanecer com um nível elevado de futebol e poder continuar a ser convocado”, disse o empresário, em entrevista ao site italiano TuttoMercato.

Dois dias depois, a novela sofreu uma nova reviravolta, quando David voltou atrás e garantiu que Barcos disputaria a Série B. “Amigos, declarei que o ideal pela seleção argentina é que o Hernán não jogue a Série B. Não é nada mais do que isso. Ele tem contrato e vai cumpri-lo”, disse.

O contrato de Barcos com o Palmeiras se encerra no começo de 2015 e está avaliado em cerca de US$ 12 milhões (R$ 24,5 milhões) de acordo com o noticiário na imprensa estrangeira - o clube, oficialmente, se recusa até a abrir qualquer negociação. No mês passado, o presidente Arnaldo Tirone chegou a anunciar para conselheiros que o vínculo tinha sido prorrogado até 2016, mas foi desmentido pelo empresário do jogador e também pelo gerente de futebol César Sampaio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade