Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Maradona pede volta de Riquelme e se diz enojado com a Argentina

Buenos Aires (Argentina)

Diego Armando Maradona voltou a virar manchete. Desempregado desde que deixou o Al Wasl, dos Emirados Árabes, o ídolo fez duras críticas ao futebol de seu país e pediu até para o desafeto Riquelme voltar aos gramados. De acordo com o Pibe, as atitudes recentes dos grandes clubes argentinos são “repugnantes” e o deixaram “enojado”.

A insatisfação de Maradona com os dirigentes argentinos teve início após Matias Almeyda ser demitido do comando do River Plate. O Pibe declarou que a diretoria errou na forma como o caso foi conduzido e argumentou que retornar para o esporte do país é o mesmo que “ir ao inferno”.

“Não trabalho mais na Argentina depois ter o desgosto de elogiarem Almeyda na quarta-feira e no domingo colocarem Ramon Diaz em seu lugar. Não quero mais trabalhar mais nesse futebol. Apresentar em três dias um novo treinador, isso é nojento. Isso é voltar para o inferno” afirmou o ex-jogador, conhecido mundialmente por ser torcedor do arquirrival Boca Juniors.

AFP
Desempregado, o ex-jogador e técnico Maradona afirmou que não voltará a trabalhar no futebol argentino
A declaração sobre a atual situação do futebol nacional não foi a única surpresa notada no discurso de Maradona. Ao ser questionado sobre o desafeto Riquelme, o ídolo argentino cobrou o seu retorno imediato ao futebol. Sem citar as trocas de acusações e até a recusa dada pelo armador a uma convocação sua para a seleção argentina, o Pibe garantiu que o esporte é o único prejudicado com a sua decisão de ficar longe dos gramados.

“O que eu acho é que ele tem que jogar de novo. Eu não sei se no Boca Juniors, mas tem que voltar a jogar”, comentou. Alvo de Palmeiras e Fluminense, Riquelme chegou a se reunir com a diretoria xeneize e recusou a proposta de trabalhar novamente com Carlos Bianchi. A expectativa é de que o meia apresente um posicionamento oficial assim que os clubes formalizarem propostas por seus direitos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade