Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Para dar confiança a reservas, Tite elogia atuações ruins

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Embora tenha sido fraquíssima a estreia do Corinthians na temporada, um empate por 1 a 1 com o Paulista, Tite aprovou o desempenho da equipe. Na última quarta-feira, nova atuação ruim e novos elogios. A ideia ao negar o óbvio é dar confiança aos atletas que vão atuando enquanto os titulares não ficam prontos.

“Em um time de veteranos, você puxa a orelha, dá um pau. A garotada precisa de mim”, comentou o gaúcho, chateado por conta dos gols sofridos na parte final dos dois confrontos, que acabaram custando três pontos ao Timão no Estadual.

“Eles precisavam desse sentimento de vitória. Se era para ter um vencedor no jogo contra o Paulista, seríamos nós. Contra a Ponte, um jogo equilibrado foi decidido em um erro crasso da arbitragem. Fica um sentimento amargo para esses garotos”, acrescentou Tite.

O treinador vai precisar deles ao menos mais uma vez. Segundo ele, o planejamento que prevê os titulares à disposição a partir da quarta rodada do Campeonato Paulista não será apressado por conta do mau início na competição.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Tite não é cego, mas fechar os olhos para alguns problemas pode tirar o peso dos mais jovens
Por isso, o jeito é dar força aos que entrarão em campo, alguns dos quais serão usados mais frequentemente na temporada. A dupla de zaga, por exemplo, foi aprovada apesar dos frequentes erros na derrota por 1 a 0 para a Macaca, dentro do Pacaembu.

“O Felipe fez um grande jogo, mais uma vez. Ele treinou, treinou e evoluiu. Zagueiro não precisa criar nada, precisa dar segurança. O Gil também estava dando essa segurança. Ele foi eficiente, com um senso de cobertura”, afirmou Tite.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade