Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Saída de Rivaldo causa 4ª mudança de nome no estádio do Mogi Mirim

Mogi Mirim (SP)

O ano de 2013 será de mudanças para o Mogi Mirim. Além de Rivaldo ter deixado a presidência do clube nas mãos de Hélio Vasone Júnior, o estádio do Sapão também foi ‘atingido’ pela troca de comando. Antes batizado em homenagem ao pai do pentacampeão, Romildo Vítor Gomes Ferreira, a casa do Alvirrubro voltará a ser chamada de Vail Chaves.

O nome foi o primeiro do estádio inaugurado em 1981 foi uma homenagem ao responsável por doar o terreno e irá fazer sua ‘reestreia’ oficial já nesta edição do Campeonato Paulista. O primeiro jogo do Mogi como mandante será na 2ª rodada do Estadual contra o Penapolense, às 19h30 (de Brasília) do dia 24 de janeiro.

Como Evail Chaves, o estádio seguiu até o início dos anos 1990, quando o Sapão viveu sua fase áurea com o Carrossel Caipira e teve o nome alterado para Wilson de Barros, presidente do clube na época. Já em 2005, a família Barros se afastou da equipe e o estádio foi rebatizado como Papa João Paulo II.

A homenagem ao líder da Igreja Católica que faleceu no mesmo ano, durou até 2010, quando Rivaldo assumiu a presidência do Mogi. Segundo informações de bastidores, o veterano meia teria tentado fazer com que o estádio voltasse a chamar Wilson de Barros, já que fez parte do time montado pelo presidente. Sem sucesso, o ex-mandatário resolveu homenagear o pai Romildo Vítor Gomes Ferreira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade