Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Grêmio joga bem, mas começa a pré-Libertadores com derrota para LDU

Quito (Equador)

Em uma partida equilibrada, na qual chegou inclusive a dominar o segundo tempo, o Grêmio acabou castigado pelas chances perdidas e perdeu para a LDU, nesta quarta, por 1 a 0. O gol equatoriano foi marcado pelo atacante Feraud, aos 30 do segundo tempo, quando o Tricolor era melhor em campo. Com o resultado, a equipe gaúcha precisará vencer o jogo de volta, semana que vem, em Porto Alegre, por dois gols de diferença.

Muito alterada em relação à temporada passada, a LDU não conseguiu impor o ritmo alucinante que a fez tão vitoriosa nos últimos anos no futebol sul-americano. O primeiro tempo foi equilibrado, e terminou com o Grêmio criando as melhores chances, sem demonstrar sentir qualquer problema com a altitude. Com Vargas, o Tricolor dominou o segundo tempo, criou várias chances de gol, mas não conseguiu marcar. Num cochilo, sofreu o gol que lhe deixa na obrigação de vencer o jogo de volta.

Caso vença por um gol de diferença, mas sofra um gol, o Grêmio será eliminado da Libertadores. Antes da decisão, o Tricolor entra duas vezes em campo pelo Gauchão: nesta quinta, contra o Canoas, e no domingo, contra o Santa Cruz. Os dois jogos ocorrerão no Olímpico, e o Grêmio escalará seu time B, para preservar os titulares para o jogo de volta contra os equatorianos.

O Jogo – Jogando em casa e querendo abrir vantagem logo cedo, a LDU tentou pressionar o Grêmio, mas encontrou o time gaúcho muito bem armado defensivamente e fisicamente bem condicionado, sem se afetar com a altitude da capital equatoriana. Foram poucas chegadas da Liga no primeiro tempo, e raramente com grande perigo. Para piorar as coisas, a equipe da casa perdeu o lateral esquerdo Rojas logo aos 8 minutos de jogo. Em seu lugar entrou o veterano Urrutia.

Aos 15 minutos, a LDU ameaçou pela primeira vez o gol de Dida: Garcés subiu entre Cris e Saimon e cabeceou fraco, para fora. O caminho para os equatorianos era pela esquerda defensiva gremista, nas costas do improvisado Pará. Aos 23, Vera subiu por ali e cruzou, Saimon desviou e mandou para escanteio, com a bola cruzando a extensão da pequena área. Aos 28, em nova chegada da LDU pela direita, Saimon tirou de cabeça para trás, desviando a bola para escanteio perigosamente.

A partir dos 30 minutos, o time equatoriano parou de propor o jogo e o Grêmio passou a controlar a partida. Aos 40, a melhor chance de gol da primeira etapa: após bate-rebate dentro da área, Elano soltou uma bomba que explodiu na zaga. Aos 45, novamente Elano: ele cruzou no segundo pau para Willian José, que cabeceou para defesa acrobática de Domínguez. Nos descontos, Zé Roberto entrou pela esquerda e soltou uma bomba, que bateu na zaga e saiu na rede pelo lado de fora.

Na volta do intervalo, Vanderlei Luxemburgo promoveu a estreia do chileno Eduardo Vargas, que entrou no lugar de Willian José, apagado no primeiro tempo. Coincidência ou não, o Grêmio voltou muito melhor. Aos três minutos, Pará cruzou para a área e Morante salvou quando Zé Roberto e Marcelo Moreno chegavam para o arremate. Um minuto depois, Tony subiu bem pela direita e cruzou para Moreno, que se esticou e tocou de leve pela linha de fundo, com Domínguez já batido.

Na pressão, o Grêmio empilhava chances, assustando o time da casa. Aos 8, Pará apanhou sobra na entrada da área e soltou um foguete no ângulo, para grande defesa de Domínguez. O goleiro equatoriano também fez ótima defesa em um chutaço de primeira de Souza, aos 10, apanhando rebote. Aos 15, Elano bateu falta cruzada, a bola passou por Cris e Souza, livre, chutou no travessão, dentro da pequena área.

A partir da entrada de Saritama, maior contratação da LDU para a temporada, o jogo ficou mais equilibrado. Os equatorianos ensaiaram retomar o controle das ações, mas o Grêmio seguia mais perigoso. Aos 24, Zé Roberto pegou bonito de primeira e mandou na rede pelo lado de fora. Aos 29, o goleiro Dida teve que ser substituído por Marcelo Grohe após levar a pior em uma dividida na área gremista.

O incidente parece ter feito mal ao Grêmio. Logo na primeira jogada, a LDU fez seu gol: Marcelo Grohe fez grande defesa após chute de Vera, a bola bateu no travessão e, após um bate-rebate na área, Feraud marcou: 1 a 0. O Grêmio sentiu o gol. A equipe da casa tentou ensaiar uma pressão para ampliar a vantagem, mas não conseguiu conclusões. As 36, quase o empate: Tony cruzou, Moreno tentou bicicleta, mas furou em bola. No minuto seguinte, o boliviano entrou livre no segundo pau, mas cabeceou para fora.

Nos minutos finais, o Grêmio foi para cima para tentar encurralar a LDU, que se fechou e tentava os contragolpes. As 42, Feraud recebeu em velocidade e emendou de primeira, levando perigo a Marcelo Grohe. Aos 44, Garcés chegou atrasado e não conseguiu concluir. O Grêmio respondeu aos 46: Fernando soltou uma bomba e acertou o travessão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade